Uma fábrica verde sob o ponto de vista da Criação Sustentável (por Marcia Furriel) #vivapositivamente

Quando contei da viagem para Maceió para conhecer a fábrica verde da Coca-Cola com blogueiros da rede Viva Positivamente, comentei que alguns de nós levariam convidados. No post de hoje, que republico com autorização da autora a partir de um post na fanpage da sua empresa, é possível saber mais sobre um dos lados que mais aprecio no projeto do Viva: a relação com a Rede Asta e o empoderamento de artesãs nos Coletivos, paixão que já foi tema de alguns posts por aqui!

Por conta dele, visitei a fanpage e o site da Zada e fiquei impressionada com a qualidade do trabalho de cenografia de eventos e com os cuidados com a sustentabilidade em cada detalhe dos projetos.

viva positivamente na fabrica verde de maceio

“Entre os dias 26 e 28 de setembro fui convidada para visitar a Fábrica Solar BR, a primeira fábrica de refrigerantes que obterá a certificação LEED no Brasil (prevista para 2014). O convite chegou a mim através da Julianna Antunes, que faz parte do grupo de blogueiros do projeto VIVA POSITIVAMENTE, da Coca-Cola. Em resumo, o projeto reúne diversos formadores de opinião da internet brasileira, das mais diversas áreas, que têm em comum a proposta de falar sobre temas ligados à sustentabilidade, seja no sentido ambiental, no sentido econômico ou social, ou até mesmo quando tratam de assuntos que se referem a viver de forma mais saudável. Minha primeira impressão foi muito boa, porque eram pessoas de faixa etária parecida com a minha, que partilhavam muitos interesses em comum, e ainda assim muito diferentes entre si.

Viajamos então, a convite da Coca-Cola, para conhecer a “fábrica verde”, (nome dado pela própria empresa), em Maceió, Alagoas. Ao chegar lá, ouvimos uma palestra do Marco Simões, vice-presidente de sustentabilidade da Coca-Cola Brasil, que nos explicou as propostas de inovação da fábrica e as próprias diretrizes da empresa em relação à sustentabilidade. Entre outros pontos, o que me chamou a atenção foi o programa MAIS VALOR + MAIS HÁBITO + MAIS COLETA, que inclui aí a valorização dos catadores de lixo (onde se encontram os resíduos da Coca-Cola que podem ser reciclados e/ou reaproveitados) e o desejo de propagar a coleta seletiva e incluí-la nas mensagens educativas.

Esse programa remeteu diretamente ao projeto Coletivo Coca-Cola, que é feito em conjunto com a Rede Asta, também parceira da Zada Criação Sustentável. No pensamento de valorizar o que é pouco lembrado, usado ou pensado, artesãos às margens do Rio Negro, que já conviviam com a pesca do pirarucu, transformaram resíduos de pet que poluem seu meio ambiente em escamas de “pirarupet”, adaptando seu conhecimento de artesanato à filosofia do projeto. É um grande exemplo de como as comunidades podem e conseguem, através do estímulo correto, transformar-se de dentro pra fora através do pensamento sustentável. Mais sobre o projeto no website da Rede Asta.

zada criação sustentavel

A ZADA é uma empresa de Criação Sustentável – cenografia, identidade visual, conceitos e ideias sustentáveis para eventos. Com uma trajetória focada em soluções criativas, a Zada assumiu o compromisso de tornar-se a primeira empresa brasileira de cenografia sustentável. Atenta à forma como cria, executa, monitora e faz o “fechamento de ciclo dos materiais” em seus trabalhos, assegura a seus parceiros e clientes a realização de projetos e eventos 100% orientados para a sustentabilidade.

As propostas da Coca-Cola são bastante interessantes, e, mais do que isso, muito bem situadas dentro do marketing da empresa. A nossa visita teve o intuito de conhecer os processos industriais de envase de refrigerantes (super interessante), mas também de propagar os valores da empresa e a atenção que está sendo dada às questões da sustentabilidade. Se a fábrica é de fato uma fábrica verde, não coube aos blogueiros a análise.

A visão geral da visita só reforçou em mim a importância cada vez maior e contundente que todos nos esforçamos em ter, sejam pessoas ou empresas, em prol de um conhecimento maior dos sistemas que estão interligados e regem nossa vida urbana, de convivas do planeta Terra: há de haver interesse, cuidado e dedicação, para que as coisas funcionem da melhor maneira possível, da maneira mais inteligente possível, da maneira mais eficiente possível. E isso sim, trará a todos, a visão e o benefício macro da sustentabilidade.

Marcia Furriel é arquiteta/cenógrafa e trabalha como gerente de sustentabilidade na Zada Criação Sustentável.

Você pode gostar também de ler:
The following two tabs change content below.
Quarentona assumida, me sinto uma representante legítima da minha geração e, por que não, um modelo para as mais jovens que desejam envelhecer sem deixar de lado os pequenos prazeres da vida, da comida, da diversão, dos cuidados com a saúde e a beleza, das relações pessoais que fazem tudo valer a pena. Um breve resumo: cristã, jornalista, netweaver na otagai.com.br, blogueira no @avidaquer @maecomfilhos @cosmethica.