Não sabia que era impossível, foi lá e fez

O que quer dizer a palavra impossível?
Se usarmos nossa criatividade e acreditarmos em nós mesmos, podemos alcançar coisas que a maioria das pessoas consideraria impossível.
TEDxSalvador

Há algum tempo, ao conhecer a ONG Clube de Mães do Brasil, eu percebi que, apesar dos avanços das novas mídias, ainda há muitas entidades que precisam de ajuda e de um empurrãozinho para divulgar suas ações. Esta ajuda pode vir de mim, de você, do nosso grupo.  Nas últimas semanas, em paralelo aos excelentes projetos de trabalho, tenho também pensado muito sobre o voluntariado e começado a planejar como poderei inserir ações “pro bono” nas atividades da empresa, da mesma forma que tenho feito como pessoa física há anos. Ser voluntário e compartilhar o que se sabe (ou tem) com pessoas que não escolhemos, mas que podem se beneficiar da nossa expertise e/ou experiência é uma bênção que faz bem a todos, numa corrente do bem maravilhosa. 

Por coincidência, soube que acontece hoje no TEDxSalvador a apresentação de um projeto que atende justamente a esta demanda. O projeto WikiSocial promete “desenvolver soluções eficazes de comunicação digital para as entidades do Terceiro Setor, utilizando os recursos da internet de maneira eficiente e eficaz, visando captar mais recursos para as entidades e fortalecendo a colaboração entre as pessoas”.

Evento sem fins lucrativos e apoiado no mote “Idéias que merecem ser espalhadas“, o TED é um encontro que visa inspirar pessoas a adotar uma nova postura, oferecendo sua capacidade de pensar e atuar socialmente para o fortalecimento de ações positivas. Neste contexto creio que propostas como o Wikisocial são pertinentes.

“O projeto Wikisocial tem como objetivo criar uma rede de voluntários especializados no CMS Joomla! e WordPress para desenvolvimento de sites para ONGs dentro de boas práticas web.
Saiba mais no site oficial e na fanpage no Facebook.

Você pode gostar também de ler:
The following two tabs change content below.
Quarentona assumida, me sinto uma representante legítima da minha geração e, por que não, um modelo para as mais jovens que desejam envelhecer sem deixar de lado os pequenos prazeres da vida, da comida, da diversão, dos cuidados com a saúde e a beleza, das relações pessoais que fazem tudo valer a pena. Um breve resumo: cristã, jornalista, netweaver na otagai.com.br, blogueira no @avidaquer @maecomfilhos @cosmethica.

Comentários no Facebook