destaque / entretenimento / sustentabilidade


Minha terça-feira começou inspirada, com a chegada do livro Vozes do Velho Chico, que é parte de uma produção multimídia da Rede Globo sobre o querido rio da integração nacional.

Me encheu de saudade de Juazeiro e Petrolina, cidades que me acolhiam há exatamente 1 ano na reunião do CBH do Rio São Francisco.

É exatamente naquela região que aconteceu o lançamento da 9ª edição dos “Cadernos Globo: Vozes do Velho Chico”, no Centro de Cultura João Gilberto, cidade de Juazeiro, no norte da Bahia.


Durante o evento, o público assistiu aos minidocumentários produzidos por estudantes de Artes Visuais e estagiários de Comunicaçao da Universidade do Vale do São Francisco (Univasf), viu uma palestra do filósofo Roberto Malvezzi, mergulhando no clima nordestino embalados por performances artísticas. 

Inéditos, os minidocumentários retratam diferentes perfis de moradores do Vale do São Francisco: do rapper à menina sambadeira, a empreendedores e ativistas sociais. Veja todos na playlist a seguir:

https://www.youtube.com/#/playlist?list=PLCG86DHec6YGGYh-oaqsHuKn-6XVrvd4J

Não por acaso, as cidades ribeirinhas de Juazeiro (BA) e Petrolina (PE), recebem a partir do dia 05 de junho o I Simpósio da Bacia Hidrográfica do Rio São Francisco, reunindo professores, pesquisadores, especialistas em recursos hídricos, gestores públicos, ambientalistas, além de membros do Comitê do São Francisco.

Em 2016, o principal enfoque da campanha Eu viro carranca pra defender o Velho Chico será pela necessidade de incremento de pesquisas e ações acadêmicas por parte das universidades presentes nos estados que integram a bacia. Estivemos na coletiva de imprensa do lançamento da campanha e do Dia nacional em defesa do Velho Chico, comemorado em 03 de junho, onde gravamos alguns vídeos sobre o papel dos pesquisadores como novas vozes deste rio-mar.

Veja aqui a explanação do coordenador do simpósio, Renato Garcia, da Univasf.


“As universidades do interior estão desenvolvendo pesquisas e criando mestres e doutores especialistas. Seria esquizofrênico não usarmos esse conhecimento em prol da região.”

Vem virar carranca com a gente também! 

eu viro carranca em defesa do rio são francisco velho chico

 

#virecarranca

Vire carranca nas redes sociais

Troque a capa do seu Facebook

Assine o abaixo assinado em defesa do Rio São Francisco 

Faça o download das peças da campanha 

Cabecalho_728x90


Estatísticas