Você sabia que câncer de próstata é segunda causa de morte de homens no país? #saudenasredes #novembroazul

“A próstata é uma glândula que só o homem possui e que se localiza na parte baixa do abdômen. Ela é um órgão muito pequeno, tem a forma de maçã e se situa logo abaixo da bexiga e à frente do reto. A próstata envolve a porção inicial da uretra, tubo pelo qual a urina armazenada na bexiga é eliminada. A próstata produz parte do sêmen, líquido espesso que contém os espermatozóides, liberado durante o ato sexual.”

20131104-220558.jpg

Achei justo e igualitário que os homens tenham seu #outubrorosa. Afinal, o câncer de próstata é segunda causa de morte de homens no país.

A campanha que deixou o Congresso Nacional azul hoje é realmente inspirada no Outubro Rosa, campanha internacional que reforça os cuidados preventivos contra o câncer de mama. O câncer de próstata é o segundo mais comum entre os homens, atrás apenas do câncer de pele não-melanoma, e o sexto tipo mais comum no mundo e o mais prevalente em homens, representando cerca de 10% do total de cânceres. Sua taxa de incidência é cerca de seis vezes maior nos países desenvolvidos em comparação aos países em desenvolvimento.

Apesar de ser uma condição de saúde bastante “comum”, a maioria dos homens evita e posterga os exames para detecção, dificultando o tratamento. É verdade que, mais do que qualquer outro tipo, este é considerado um câncer da terceira idade, já que cerca de três quartos dos casos no mundo ocorrem a partir dos 65 anos. Mas para evitar que a situação se agrave, é preciso fazer exames a partir dos 40 anos.

Ouvimos falar mais do câncer de próstata nos últimos anos?

É verdade!

O aparente aumento nas taxas de incidência no Brasil pode ser parcialmente justificado pela evolução dos diagnósticos (exames), pela melhoria na qualidade dos sistemas de informação do país e pelo aumento na expectativa de vida. Mas é bom lembrar que, embora alguns tumores cresçam de forma rápida, a grande maioria cresce de forma tão lenta (leva cerca de 15 anos para atingir 1 cm³ ) que não chega a dar sinais durante a vida e nem a ameaçar a saúde do homem.

A solução é a prevenção.

Por isso, com a a campanha “Novembro Azul” de combate e prevenção ao câncer de próstata, a Sociedade Brasileira de Urologia cobrou do governo federal a criação de um centro de referência em saúde do homem para melhorar o acesso da população de baixa renda a exames urológicos.

No projeto que a SBU apresentou ao Ministério da Saúde, sugere-se a criação de centros especializados para homens, buscando agilizar o atendimento da população de baixa renda no sistema público de saúde e resolvendo uma questão grave: a falha entre a unidade básica de saúde e o urologista.

20131104-224952.jpg

Dá para esperar os sintomas?

Não é aconselhável. Em sua fase inicial, o câncer da próstata tem evolução silenciosa. Muitos pacientes não apresentam nenhum sintoma ou, quando apresentam, são semelhantes aos do crescimento benigno da próstata (dificuldade de urinar, necessidade de urinar mais vezes durante o dia ou a noite). Na fase avançada, pode provocar dor óssea, sintomas urinários ou, quando mais grave, infecção generalizada ou insuficiência renal.

Como prevenir?

Como sempre, uma dieta rica em frutas, verduras, legumes, grãos e cereais integrais, e com menos gordura, principalmente as de origem animal, ajuda a diminuir o risco de câncer. Outros hábitos saudáveis também são recomendados, como fazer, no mínimo, 30 minutos diários de atividade física, manter o peso adequado à altura, diminuir o consumo de álcool e não fumar.

20131104-225534.jpg

Quando ficar atento?

Ter pai ou irmão com câncer de próstata antes dos 60 anos pode aumentar o risco de se ter a doença de 3 a 10 vezes comparado à população em geral, podendo refletir tanto fatores genéticos (hereditários) quanto hábitos alimentares ou estilo de vida de risco de algumas famílias. Mas a idade é um fator de risco importante para o câncer de próstata, uma vez que tanto a incidência como a mortalidade aumentam significativamente após os 50 anos.

A recomendação é que se faça o famoso exame de toque retal para identificar o câncer – a partir dos 50 anos para homens sem casos na família e aos 40 a 45 anos para homens com casos na família.

A prevenção é aliada!

Somente em 2012, surgiram 60 mil novos casos da doença, mas a sociedade alerta que, se descobertos no início, 90% dos pacientes são curados.

Você pode gostar também de ler:
The following two tabs change content below.
Quarentona assumida, me sinto uma representante legítima da minha geração e, por que não, um modelo para as mais jovens que desejam envelhecer sem deixar de lado os pequenos prazeres da vida, da comida, da diversão, dos cuidados com a saúde e a beleza, das relações pessoais que fazem tudo valer a pena. Um breve resumo: cristã, jornalista, netweaver na otagai.com.br, blogueira no @avidaquer @maecomfilhos @cosmethica.