destaque / empreendedorismo

Business Model Canvas, você sabe uasr o Business Model Canvas, o que e Business Model Canvas, como usar Business Model Canvas, praticando Business Model Canvas, ferramenta Business Model Canvas, modelo Business Model Canvas, dicas de modelo de negócios, como tornar meu projeto mais visual como tornar meu modelo de negócios mais visual, como montar meu projeto em Business Model Canvas, como fazer um projeto diferente, como apresentar um projeto de maneira diferente, dicas para apresentar um projeto dicas para apresentar, dicas para montar um projeto,

O que para alguns parece tão normal que nem precisaria de uma menção especial, para outros pode ser uma novidade que muda radicalmente sua forma de encarar o cotidiano.

Um exemplo disso é a ferramenta Business Model Canvas (BMC). Desde que comecei a ouvir falar de entusiastas do seu uso, atualmente difundido entre organizações de todos os portes, me lembra de projetos e de planos que fazia nos quadros de recortes que ficavam sobre minha mesa de estudos na adolescência.

Quando leio sobre BMC acho que minha comparação não é tão descabida. Usada principalmente por empresas nascentes, em especial na fase mais básica do planejamento do negócio, a idéia da “tela” de pintura (a palavra em inglês é usada para designar o tecido de uma tela de pintura, dentre outros) remete ao que desejamos rascunhar e posteriormente concretizar num negócio.

Neste sentido, gosto de pensar neste modelo que permite que empreendedores e estrategistas definam o modelo de negócios da empresa de uma forma simples e visual.

Somos visuais como seres humanos e, depois de um bom tempo simplesmente teorizando e fugindo desta natureza imagética, é bom ver uma ferramenta visual e intuitiva sendo usada, relacionando as informações de uma forma sistêmica, integrada e rápida.

A BMC é útil para discutir e integrar percepções sobre a maneira como a empresa deve atuar, os elementos de cada parte e como as elas interagem para compor o negócio.

Quer começar a fazer experimentos com Business Model Canvas? Faça! Use e abuse da ferramenta simples e prática para resumir as estratégias de negócio e identificar oportunidades. Basta adotar o que lhe parece mais interessante visualmente: quadros pendurados na parede, mapas com alfinetes coloridos ou telas brancas com avisos e lembretes.

Neste espaço organize seu plano de negócios em nove blocos: Segmentos de Clientes, Proposta de Valor, Canais, Relacionamento com Clientes, Fontes de receita, Recursos-chave, Atividades-chave, Parceiros-chave e Estrutura de Custos. Especialistas garantem que, estruturados em uma única tela, de maneira bastante visual e objetiva, eles dão uma visão geral de todos os aspectos envolvidos na oferta de um produto ou serviço.

Gostei das dicas práticas de Cassiano Farani, entusiasta do tema e fundador da 99Canvas:

1- Use sempre blocos adesivos (tipo post-it) que permitem que as ideias sejam adicionadas, movidas e descartadas;

2- O Canvas é uma ferramenta visual, portanto, sempre que possível, use cores e desenhos para construir uma narrativa que ajude a compreender rapidamente o seu modelo de negócios;

3- Use técnicas de brainstorm para gerar o máximo de alternativas possíveis para seu negócio e depois analise criticamente o modelo criado para refiná-lo e torná-lo enxuto o suficiente para implementá-lo;

4- Busque em cada um dos nove blocos que formam o Canvas possibilidades de criar um modelo inovador e que lhe garanta vantagens competitivas;

5- Tenha em mente que tudo não passa de uma série de hipóteses, então não tenha medo de acrescentar ideias ao quadro.

Quer saber mais? Aqui tem um PDF interessante com instruções práticas.

E indico para todos os interessados em negócios inovadores que acompanhem “minha guru” neste assunto, a mestre em Engenharia e Gestão do Conhecimento Maria Augusta Orofino. Professora da ESPM SP e Clear Educação & Inovação, Guta é uma das referências mais humanas em inovação, design thinking e modelos de negócios da atualidade e escreve no blog bmgenbrasil.com.

Você pode gostar também de ler:
The following two tabs change content below.
Quarentona assumida, me sinto uma representante legítima da minha geração e, por que não, um modelo para as mais jovens que desejam envelhecer sem deixar de lado os pequenos prazeres da vida, da comida, da diversão, dos cuidados com a saúde e a beleza, das relações pessoais que fazem tudo valer a pena. Um breve resumo: cristã, jornalista, netweaver na otagai.com.br, blogueira no @avidaquer @maecomfilhos @cosmethica.

Comentários no Facebook

SEO Powered by Platinum SEO from Techblissonline Estatísticas