Vitamina D e a libido

(Foto adamkontor)
(Foto adamkontor)

Eu costumo falar de saúde e sexualidade feminina, mas algumas notícias do mundo masculino acabam sendo “úteis” para as mulheres, né?

Um estudo feito por pesquisadores na Áustria sugeriu que o banho de sol pode aumentar a libido masculina pois a vitamina D produzida eleva a concentração de testosterona no sangue.

Todo mundo sabe que boa parte da vitamina D é sintetizada pela pele ao ser exposta à luz do sol e o restante é proveniente dos alimentos.

 

Há alguns anos, descobri um livro incrível sobre essa coringa da saúde:  Vitamina D — Como um tratamento tão simples pode reverter doenças tão importantes.

Vitamina D — Como um tratamento tão simples pode reverter doenças tão importantes

Por isso este estudo, divulgado na revista Clinical Endocrinology, me chamou atenção. E é digno de respeito porque incluiu 2.299 homens (tenho certa birra com aqueles estudos que decidem algo baseado na experiência de 40 pessoas!) e constatou o óbvio para o hemisfério norte: que os homens tinham uma concentração menor tanto da vitamina quanto do hormônio durante o inverno e uma concentração mais alta no auge do verão. A novidade é que a testosterona pode ter um impacto sobre a libido e os níveis de energia do homem.

Vale lembrar que a testosterona também tem funções essenciais tanto em homens quanto em mulheres, mantendo a força muscular e a densidade óssea.

 

Cientistas do Sunlight Research Forum, na Holanda, uma organização sem fins lucrativos criada para informar o público sobre as descobertas científicas sobre os efeitos do sol, reforçam:

“Os homens que cuidam para que o seu organismo tenha um suprimento de vitamina D suficiente estão fazendo algo bom para os seus níveis de testosterona e sua libido, além de outras coisas.”

(Foto dimitrisvetsikas1969)
(Foto dimitrisvetsikas1969)

 

A questão é que a vida urbana, enclausurada em escolas ou escritórios à prova de luz natural, nos afasta do sol e pouca gente sabe que psoríase, doenças cardíacas e autoimunes, depressão, insônia, artrite, fibromialgia, autismo, diabetes e outras enfermidades podem ser prevenidas com a vitamina D. Mas, para isso, é preciso tomar sol.

Mas especialistas em câncer advertem que exposição excessiva ao sol é prejudicial à saúde.

“Nós sabemos que, em termos médicos, nós podemos aumentar a libido e o bem-estar geral dos homens com baixa concentração de testosterona através de uma terapia de reposição hormonal. Mas isso é dentro de um conjunto determinado de circunstâncias clínicas em que a produção de testosterona é baixa.”

Ou seja, não é para sair por aí torrando no sol e se arriscando a ter insolação, queimaduras ou até câncer de pele.

Porque ser mãe é sinônimo de cuidado #tododiaédiadesol (por Nívia Masutti)

 

E isso acontece até com os caras mais improváveis.

Quer dois exemplos? Bob Marley e Hugh Jackman.

Em 2013, o eterno Wolverine anunciou que tinha um carcinoma de células basais, que é uma forma de câncer de pele benigna muito frequente. O diagnóstico aconteceu porque sua mulher, Deborra-Lee Furness, chamou sua atenção para uma mancha que tinha no nariz. Desde então, ele passou por vários tratamentos.

 

Carcinoma basocelular (CBC) ou basalioma é um dos tipos de câncer mais comuns do mundo, especialmente entre pessoas de pele clara em países tropicais ou subtropicais que passam muito tempo expostas ao sol, sem protetor. Lento e pouco agressivo, raramente sofre metástase, mas tem um grande potencial de destruição local, podendo causar graves problemas estéticos e funcionais. É o câncer mais comum em países tropicais com muita população de pele clara como Austrália e Brasil.

E vale lembrar de outra coisa sobre homens maduros e exposição ao sol:

O uso de protetores solares é indispensável até nos dias nublados, para evitar queimaduras e outras doenças que são comuns em calvos. Entre elas estão as lesões pré-cancerosas, as chamadas ceratoses solares, que provocam vermelhidão, escamas e que podem evoluir para o câncer de pele.

abc-2

E para completar:

“As pessoas também podem aumentar sua concentração de vitamina D comendo mais alimentos como peixes oleosos, tais como salmão, truta ou cavala.”

Você pode gostar também de ler:
The following two tabs change content below.
Quarentona assumida, me sinto uma representante legítima da minha geração e, por que não, um modelo para as mais jovens que desejam envelhecer sem deixar de lado os pequenos prazeres da vida, da comida, da diversão, dos cuidados com a saúde e a beleza, das relações pessoais que fazem tudo valer a pena. Um breve resumo: cristã, jornalista, netweaver na otagai.com.br, blogueira no @avidaquer @maecomfilhos @cosmethica.