Vamos começar uma corrente do bem que valoriza quem faz o bem também?

“Este menino do painel representa também o formidável nascimento que o nosso querido Rio de Janeiro está vivendo”, disse João Candido Portinari. “Espero que a cultura da paz aqui representada ilumine sempre o nosso Brasil”.

Criança Esperança - Rio ganha painel inspirado em obra de Portinari

Ao ver as imagens da entrega de obras inspiradas em Guerra e Paz, de Cândido Portinari, para o Espaço Criança Esperança do Rio de Janeiro (no Cantagalo, espaço que desejo em breve conhecer pessoalmente) fiz uma longa reflexão sobre o papel que as celebridades podem desempenhar, inspirando as pessoas a agirem de uma forma ou de outra. Os atores Mayana Neiva e Luigi Baricelli foram os apresentadores do evento e depois brincaram com as crianças do projeto e me pus a divagar sobre o significado da presença deles para as crianças, tão especial quanto o carinho com que vejo Raí (ex-jogador de futebol) ter com os atendidos pelo Gol de Letra, projeto social dele e do ex-colega de clube Leonardo.

No sábado durante um jantar descobri que tenho uma amiga em comum com Luigi Barricelli e ela me contava justamente da boa vontade dele em ações assim. Ele é pai de duas crianças (e de uma moça) e, pelo que consta, uma pessoa ligada à família e sabem de uma coisa? Confirmar estas informações com alguém credenciava (para mim) a presença dele neste evento.

Não dá para ser apresentadora de TV que defende valores familiares e fumar ao lado da neta de 2 meses enquanto almoça num restaurante público, não é mesmo? Fazer dieta logo depois de ter bebê para poder emagrecer e assumir a próxima novela é um direito da mulher, mas depois disso não dá para querer ser madrinha de causas ligadas ao aleitamento materno, concordam?

E como a gente descobre estas coisas sobre as figuras públicas? Nas revistas de celebridades ou nas redes sociais (onde eu soube dos dois casos acima), mas estes espaços, embora divulguem muito, não dão muito espaço para as coisas boas. Basta um amigo em comum para termos mais simpatia ou menos simpatia por uma figura pública, não é mesmo? Sei que no geral a gente simpatiza com artistas por conta de sua estética, mas alguns detalhes da “figura pública” também pesam no inconsciente coletivo. Eu observo muito quem usa sua imagem pública para boas causas e mais ainda quem se doa em atividades sociais que aumentam a autoestima de comunidades carentes.

Criança Esperança - Rio ganha painel inspirado em obra de Portinari

E você, tem a mesma impressão que eu sobre quem está sempre nos eventos e separa os que vão para aparecer dos que vão para ajudar? Vamos começar uma corrente do bem que valoriza quem faz o bem também?

P.S. Na imagem – de Kiko Cabral, cedidas pela Rede Globo – está o imenso painel, que mede 10x15m, composto por 3.360 azulejos e demorou quatro meses para ficar pronto. O desenho representa um detalhe da obra ‘Guerra e Paz’, um presente do governo brasileiro para a sede da ONU em Nova York em 1956 e agora, em 2011, um presente para o Rio de Janeiro.

Você pode gostar também de ler:
The following two tabs change content below.
Quarentona assumida, me sinto uma representante legítima da minha geração e, por que não, um modelo para as mais jovens que desejam envelhecer sem deixar de lado os pequenos prazeres da vida, da comida, da diversão, dos cuidados com a saúde e a beleza, das relações pessoais que fazem tudo valer a pena. Um breve resumo: cristã, jornalista, netweaver na otagai.com.br, blogueira no @avidaquer @maecomfilhos @cosmethica.

Comentários no Facebook