Unir o comportamento de homens e mulheres no trânsito levaria a um modelo ideal? #dirigebonito

20111010-203744.jpg Há duas semanas participei de um debate sobre trânsito com especialistas e eu e a moderadora Petra Chaves (da CBN SP) éramos as únicas mulheres no meio de senhores que fizeram as mudanças na legislação e no planejamento do trânsito nas ultimas duas décadas. Trazíamos também a visão mais jovem e colaborativa da forma como podemos nos relacionar no trânsito, usando a mídia e as redes sociais como ponto de apoio e – por que não? – de união de quem tem postura, ética e comportamento semelhante no trânsito. Ao final um dos senhores disse à platéia que uma das alternativas que via para que o trânsito fosse mais gentil seria trazer um pouco do comportamento cordial e “carinhoso” da mulher para os homens ao volante. Hoje vi este tuite da Georgia e lembrei da tal fala.

“@Gemaria_SeR: No Trânsito, mulher bate por besteira e homem destrói o carro. Os dois poderiam mudar esses “modus operandi”, né? #dirigebonito”

Unir o comportamento de homens e mulheres no trânsito levaria a um modelo ideal! O que vcs acham?

P.S. Viu a hashtag que a Georgia usou? Estamos envolvidas num movimento para valorizar as atitudes legais, corretas e simpáticas no trânsito, valorizando a postura das mulheres, mas sem desmerecer os homens que, quando são bons no volante, servem como exemplo para todos. Junte-se a nós! Quando perceber uma atitude que merece ser valorizada, tuite #dirigebonito também!

Você pode gostar também de ler:
The following two tabs change content below.
Quarentona assumida, me sinto uma representante legítima da minha geração e, por que não, um modelo para as mais jovens que desejam envelhecer sem deixar de lado os pequenos prazeres da vida, da comida, da diversão, dos cuidados com a saúde e a beleza, das relações pessoais que fazem tudo valer a pena. Um breve resumo: cristã, jornalista, netweaver na otagai.com.br, blogueira no @avidaquer @maecomfilhos @cosmethica.

Comentários no Facebook