Um quarto de menina minimalista e oriental

papel de parede para quarto de menina, papel de parede oriental, papel de parede sakura, papel de parede flores, decoração, bebê, quarto de bebê, quarto de menina, como decorar um quarto montessoriano, montessori, quarto com sakura, quarto romântico, dicas de decoração

O quarto da nossa filhinha toma forma nesta reta final da gestação.

Encontramos um papel de parede com flores de ameixeira japonesa (parecida com a de cerejeira) que nos encantou. Vamos fugir do rosa e das princesas, mas é difícil não pensar na Manu como nossa florzinha.
😉

E das cores… sou muito básica e prefiro cores em almofadas, cortinas e colchas, que eu mesma costuro e posso trocar a cada estação!

(sim, eu costuro e bordo, são passatempos que adquiri numas férias da faculdade e ainda me divertem!)

Recobrimos paredes e o guarda-roupa embutido com tons de bege (ton sur ton) e os móveis são brancos, então será neutro e calmo. Depois vamos colocando detalhes coloridos com o tempo.

papel de parede para quarto de menina, papel de parede oriental, papel de parede sakura, papel de parede flores, decoração, bebê, quarto de bebê, quarto de menina, como decorar um quarto montessoriano, montessori, quarto com sakura, quarto romântico, dicas de decoração

A inspiração oriental veio da minha ancestralidade, mas em especial da nossa experiência de vida no Japão, onde vivemos por dois anos logo que casamos e antes de sermos pais.

A florada da cerejeira que se doa como uma chuva de bênçãos e se esvai em poucos dias é uma boa metáfora para esta nossa experiência como pais, pois já aprendemos que o tempo com os filhos pequenos e debaixo da nossa guarda é curto e intenso, cheio de “dias únicos”.

E o quartinho será minimalista, com móveis baixos, lembrando nosso apartamento de recém-casados em Tokyo.

O quarto da bebê terá um misto das influências pedagógicas de Montessori e Waldorf, vai ser minimalista com toques naturais.

Se você ainda não conhece, vale a pena saber um pouco mais sobre estas metodologias que priorizam o desenvolvimento da criança desde o nascimento. Provavelmente ainda escreverei muito sobre o assunto por aqui!
😉

Você pode gostar também de ler:
The following two tabs change content below.
Quarentona assumida, me sinto uma representante legítima da minha geração e, por que não, um modelo para as mais jovens que desejam envelhecer sem deixar de lado os pequenos prazeres da vida, da comida, da diversão, dos cuidados com a saúde e a beleza, das relações pessoais que fazem tudo valer a pena. Um breve resumo: cristã, jornalista, netweaver na otagai.com.br, blogueira no @avidaquer @maecomfilhos @cosmethica.

Comentários no Facebook