a vida quer

  
O fotógrafo brasileiro Maurício Lima recebeu hoje o Prêmio Pulitzer 2016, na categoria fotografia noticiosa (“Breaking News Photography”), por seu trabalho na cobertura fotográfica da vida de refugiados para o jornal americano New York Times.
O brasileiro foi premiado ao lado dos fotógrafos Sergey Ponomarev, Tyler Hicks e Daniel Etter.

  

A série vencedora mostra os riscos enfrentados por refugiados – sobretudo cidadãos afegãos, iraquianos e sírios – , desde as viagens em condições improvisadas até as tentativas de restabelecimento em território europeu.

Maurício Lima nasceu em São Paulo e começou sua carreira como fotógrafo esportivo. Em sua longa carreira internacional, trabalhou no Afeganistão, no Iraque, na Líbia, em Portugal, na Ucrânia e na Síria. Recebeu diversos prêmios de Foto do Ano (Picture of the Year International), e já havia sido finalista do Pulitzer em 2015, por seu trabalho sobre os custos humanos da guerra na Ucrânia.

  
Sobre o prêmio:

O Prêmio Pulitzer é um prêmio dos EUA outorgado a pessoas que realizem trabalhos de excelência na área do jornalismo, literatura e composição musical. É administrado pela Universidade de Colúmbia, em Nova Iorque. Foi criado em 1917 por desejo de Joseph Pulitzer que, na altura da sua morte, deixou dinheiro à universidade. Parte do dinheiro foi usada para começar o curso de jornalismo na universidade em 1912. Os vencedores são anunciados em abril, entre indicados escolhidos por uma banca independente.


Estatísticas