a vida quer

  
O fotógrafo brasileiro Maurício Lima recebeu hoje o Prêmio Pulitzer 2016, na categoria fotografia noticiosa (“Breaking News Photography”), por seu trabalho na cobertura fotográfica da vida de refugiados para o jornal americano New York Times.
O brasileiro foi premiado ao lado dos fotógrafos Sergey Ponomarev, Tyler Hicks e Daniel Etter.

  

A série vencedora mostra os riscos enfrentados por refugiados – sobretudo cidadãos afegãos, iraquianos e sírios – , desde as viagens em condições improvisadas até as tentativas de restabelecimento em território europeu.

Maurício Lima nasceu em São Paulo e começou sua carreira como fotógrafo esportivo. Em sua longa carreira internacional, trabalhou no Afeganistão, no Iraque, na Líbia, em Portugal, na Ucrânia e na Síria. Recebeu diversos prêmios de Foto do Ano (Picture of the Year International), e já havia sido finalista do Pulitzer em 2015, por seu trabalho sobre os custos humanos da guerra na Ucrânia.

  
Sobre o prêmio:

O Prêmio Pulitzer é um prêmio dos EUA outorgado a pessoas que realizem trabalhos de excelência na área do jornalismo, literatura e composição musical. É administrado pela Universidade de Colúmbia, em Nova Iorque. Foi criado em 1917 por desejo de Joseph Pulitzer que, na altura da sua morte, deixou dinheiro à universidade. Parte do dinheiro foi usada para começar o curso de jornalismo na universidade em 1912. Os vencedores são anunciados em abril, entre indicados escolhidos por uma banca independente.

The following two tabs change content below.
Quarentona assumida, me sinto uma representante legítima da minha geração e, por que não, um modelo para as mais jovens que desejam envelhecer sem deixar de lado os pequenos prazeres da vida, da comida, da diversão, dos cuidados com a saúde e a beleza, das relações pessoais que fazem tudo valer a pena. Um breve resumo: jornalista, netweaver na otagai.com.br, blogueira no @avidaquer @maecomfilhos @cosmethica.

Comentários no Facebook

SEO Powered by Platinum SEO from Techblissonline Estatísticas