Um prêmio para jovens que fazem o bem

Acho que eu e Carol Moreno (@anarina) podemos nos sentir meio “corujas” quando vemos notícias como esta, que mostra “VEG” (Martha Payne), menina blogueira do NeverSeconds, sendo premiada no Liberty Human Rights Awards como Human Rights Young Person of the Year.

‘For defending free expression when she stood up to her local council after they banned her publishing pictures of school meals on her blog, NeverSeconds. Reports of the ban caused widespread national and international outcry and, as a result, the council backed down. Since then, her website has been visited by over 6 million people and has raised over £100,000 for Mary’s Meals, a charity which helps feed children in the developing world.’

(Por defender a liberdade de expressão, quando ela se levantou perante as autoridades locais depois que suas fotos da merenda escolar publicadas diariamente em seu blog NeverSeconds foram proibidas. Notícias da proibição causaram protestos nacionais e internacionais e, como resultado, as autoridades voltaram atrás. Desde então, seu site foi visitado por mais de 6 milhões de pessoas e arrecadou mais de 100.000 librsa para Mary’s Meals, uma instituição de caridade que ajuda crianças de regiões em desenvolvimento a se alimentarem bem na escola.)

Me sinto meio coruja porque graças à ponte feita por Carol meus filhos Enzo e Giorgio foram autores convidados do blog representando o Brasil. E para quem não viu, contei sobre esta parceria e sobre o trabalho de Martha, menina de apenas 9 anos, no post Jovens anônimos se dedicam a melhorar sua comunidade, relembrando como, além de arrecadar fundos para projetos sociais, ela inspirou outros projetos como o Diário de Classe de Isadora Faber.

Estes jovens anônimos reforçam minha fé nas pessoas e felizmente tenho esta alegria todos os dias.

Corrente do bem no melhor estilo Social Good não é mesmo? E se você lembra de outros jovens inspiradores, compartilhe com a gente!

Você pode gostar também de ler:
The following two tabs change content below.
Quarentona assumida, me sinto uma representante legítima da minha geração e, por que não, um modelo para as mais jovens que desejam envelhecer sem deixar de lado os pequenos prazeres da vida, da comida, da diversão, dos cuidados com a saúde e a beleza, das relações pessoais que fazem tudo valer a pena. Um breve resumo: cristã, jornalista, netweaver na otagai.com.br, blogueira no @avidaquer @maecomfilhos @cosmethica.