Quem mais estava ansioso com a série Doce de mãe?

20140214-073520.jpg

Quem mais estava ansioso com a série Doce de mãe? Valeu a espera até tão tarde.

De filme despretensioso a série, Doce de mãe nasceu com tudo para dar certo: tem ritmo, simplicidade sem futilidade e um elenco extraordinário. Jorge Furtado e Ana Luiza Azevedo, que escrevem e dirigem a obra, acertaram não só com a inquestionável Fernanda Montenegro (que dá vida à protagonista Dona Picucha), mas também com os “filhos” dela, atores capazes de comédia sutil e de grande empatia.

Marco Ricca (Silvio), Louise Cardoso (Elaine), Matheus Nachtergaele (Fernando) e Mariana Lima (Suzana) estão ótimos, num estilo que me lembrou outras famílias simpáticas, como os Walkers em Brothers and Sisters e os Braverman de Parenthood. Daniel de Oliveira (Jesus Medeiros) e
Drica Moraes (Rosalinda Bauer) completam muito bem o time dos Souzas.

O filme surpreendeu o público com situações cômicas interessantes que uma idosa passa na velhice, com grande repercussão nas redes sociais e muitos pedidos de novas aventuras de Dona Picucha. O especial rendeu o Emmy Internacional de melhor atriz em televisão a Fernanda Montenegro
Furtado define “Doce de Mãe” como uma “comédia humanista”, pensando nos “valores bacanas” que o filme discute, ligados a família, amizade e camaradagem.

20140131-104023.jpg

Assista às quintas-feiras, às 23h, ou veja os vídeos no site: http://globotv.globo.com/rede-globo/doce-de-mae.

Neste começo de ano a Rede Globo tem trazido boas surpresas à programação com as séries brasileiras e os filmes (como O tempo e o vento) apresentados em poucos capítulos.

Faço votos de que este formato “pegue” e tenha vida longa na TV brasileira. 🙂

Você pode gostar também de ler:
The following two tabs change content below.
Quarentona assumida, me sinto uma representante legítima da minha geração e, por que não, um modelo para as mais jovens que desejam envelhecer sem deixar de lado os pequenos prazeres da vida, da comida, da diversão, dos cuidados com a saúde e a beleza, das relações pessoais que fazem tudo valer a pena. Um breve resumo: cristã, jornalista, netweaver na otagai.com.br, blogueira no @avidaquer @maecomfilhos @cosmethica.