Twitencontro Famílias Interativas

“Na quinta, das 14h às 15h, temos um encontro marcado: Twitencontro – Famílias Interativas no @educaredebrasil http://bit.ly/9j1soq E vc já pode mandar suas perguntas”

O que é exatamente? Quando me convidaram para participar de um “twitencontro”, fiquei sem saber se aceitava ou não porque não sabia o que era. E ao descobrir o que era – um bate-papo online com os internautas do Portal EducaRede – percebi que sempre estou envolvida em twitencontros e que adoro o formato democrático (todo mundo pode falar e todo mundo pode ler) e os resultados destas conversas. E neste caso é um tema que está presente no meu cotidiano pessoal e profissional:

“A proposta desse encontro marcado no Twitter é trocar experiências, discutir e refletir sobre temas de grande interesse de pais e mães de filhos da chamada Geração Interativa. Como entender melhor essa geração? Qual o papel das telas digitais (internet, videogame, celular e TV) dentro do mundo dessas crianças e adolescentes? Como eles interagem com essas mídias e como elas podem ser usadas de uma maneira positiva?”

Como funciona o twitencontro:

1. A pessoa interessada em participar tem de ter um perfil no microblog Twitter.

2. No dia e horário marcados, o convidado estará online interagindo no microblog por meio do seu perfil (neste caso o meu, @samegui). Quem quiser enviar mensagens para ela deve usar a hashtag #educaredegi. As respostas serão publicadas por mim no próprio Twitter durante o encontro.

Antes mesmo da conversa começar, você já pode enviar perguntas para mim pela ferramenta Google Moderator. Com essa ferramenta, em espaço virtual criado pelo convidado especialmente para o encontro, está uma apresentação-convite e os interessados podem enviar suas questões previamente e votar nas questões mais interessantes.

Já tem duas perguntas no Google Moderator:

  • De Abel Sidney (Porto Velho-RO): “Qual tem sido a maior dificuldade para nós, pais e educadores, da “geração analógico-digital” em face dos filhos “nativos digitais” ou “geração Y”? Como nos ambientarmos neste “novo mundo” para, de alguma sorte, interagirmos melhor com eles?
  • De Jaqueline Lira (Santa Cruz do Capibaribe-PE): “De que forma as tecnologias e, especificamente, a internet podem ser utilizadas para aproximar e ampliar o diálogo entre os membros da família?

O uso responsável das telas digitais também é tema de projetos do EducaRede. O Gerações Interativas, idealizado pela Universidade de Navarra (ES) em parceria com a Fundação Telefônica, tem como principal ação a realização de uma pesquisa bianual de caráter comportamental em escolas espanholas e latino-americanas que visa conhecer em detalhe o quanto os alunos de 6 a 18 anos estão envolvidos com as mídias digitais e os respectivos impactos desse hábito nos meios familiar e escolar. Neste ano, está sendo realizada a segunda edição da pesquisa em escolas brasileiras. E na Rede Social Educativa Minha Terra, também um projeto do EducaRede, esse é um assunto das pautas “Cultura Digital” (tema Cidade e Cultura) e “Internet Livre e Segura” (tema Cidade e Participação Social). Conheça o Minha Terra.

Você pode gostar também de ler:
The following two tabs change content below.
Quarentona assumida, me sinto uma representante legítima da minha geração e, por que não, um modelo para as mais jovens que desejam envelhecer sem deixar de lado os pequenos prazeres da vida, da comida, da diversão, dos cuidados com a saúde e a beleza, das relações pessoais que fazem tudo valer a pena. Um breve resumo: cristã, jornalista, netweaver na otagai.com.br, blogueira no @avidaquer @maecomfilhos @cosmethica.

Comentários no Facebook