entretenimento

Quero transcrever um trecho bíblico hoje para a blogagem coletiva de Natal, mas não vou citar o salmo 23 do post anterior, cujo texto curto e simples é tão repetido – na maioria das vezes sem a verdadeira compreensão da promessa que se faz a Deus ao repetir suas palavras.

Deixo a seguir um dos meus trechos favoritos, de Eclesiastes 3, 1-8. Percebam que Salomão, filho do salmista David, é rei num momento diferente de seu pai e suas preocupações como autor são outras, tanto quando o momento de seu povo. Mas a mensagem é a mesma.

O vídeo do you tube tem The Byrds em Turn, turn, turn, música que conheci na trilha sonora de Forrest Gump e foi feita com base nas palavras bíblicas a seguir. Percebam que escolhi um trecho que fala de aceitação do tempo de cada um e do tempo de Deus, porque acredito que a aceitação do outro e de suas escolhas -quaisquer que sejam- é a maior lição que devemos nos esforçar para realizar em vida, é o verdadeiro amor. Muitos vão ler minhas palavras hoje na blogagem e não me aceitarão, talvez nunca mais voltem ao meu blog, mas quem voltar o fará porque, de todo coração, me aceitou. Se você é um deles, sabe que não me importa se o nome da sua festa de fim de ano é Natal, Hanuka, Yule ou O-bon, desde que você a viva com o coração sincero e também respeite o nome que eu dou às minhas festas também. 😉

Tudo neste mundo tem seu tempo;
cada coisa tem sua ocasião.

Há um tempo de nascer e tempo de morrer;
tempo de plantar e tempo de arrancar;
tempo de matar e tempo de curar;
tempo de derrubar e tempo de construir.

Há tempo de ficar triste e tempo de se alegrar;
tempo de chorar e tempo de dançar;
tempo de espalhar pedras e tempo de ajuntá-las;
tempo de abraçar e tempo de afastar.

Há tempo de procurar e tempo de perder;
tempo de economizar e tempo de desperdiçar;
tempo de rasgar e tempo de remendar;
tempo de ficar calado e tempo de falar.

Há tempo de amar e tempo de odiar;
tempo de guerra e tempo de paz.

P.S. A bíblia que eu uso é uma edição em francês, foi presente do meu Amor na minha formatura do curso, em 1992. Para quem entende o idioma, indico que leia em voz alta este trecho em francês, soa lindo e fala ao coração. (Para quem quiser também, o Salmo 23 está aqui)

Reblog this post [with Zemanta]
Você pode gostar também de ler:
“Devido à natureza do mundo em que vivemos, nossas crianças passam por uma carga pesada
Um dos filmes do #cinemaemcasa do nosso feriado foi o dinamarquês "Você desapareceu" (Du forsvinder). Escolhido
O documentário Pagliacci, sobre os palhaços Fê e Duma (da Companhia La Mínima) e sobre
O cineasta Rafael Primot juntou um elenco incrível pra contar histórias de amor. Com Maria Luisa
Desde que fiz meu primeiro detox digital, num verão há alguns anos, eu tenho descoberto
The following two tabs change content below.
Quarentona assumida, me sinto uma representante legítima da minha geração e, por que não, um modelo para as mais jovens que desejam envelhecer sem deixar de lado os pequenos prazeres da vida, da comida, da diversão, dos cuidados com a saúde e a beleza, das relações pessoais que fazem tudo valer a pena. Um breve resumo: cristã, jornalista, netweaver na otagai.com.br, blogueira no @avidaquer @maecomfilhos @cosmethica.

Comentários no Facebook

SEO Powered by Platinum SEO from Techblissonline Estatísticas