destaque / entretenimento

  

“… Saudosa maloca, maloca querida… Donde nós passemos os dias feliz de nossa vida…” 

Não vou a cemitérios, mas essa notícia me fez pensar que a música pode ser a melhor forma de homenagear os que já se foram. Nada melhor do que voltar no tempo e reviver saudosas lembranças ao som de boa música. 

As singelas canções de Adoniran Barbosa estao ecoando hoje pelas alamedas do Cemitério da Paz, no dia 2 de novembro, Dia de Finados.

A escolha não foi à toa. O saudoso compositor e cantor, conhecido como o “pai do samba paulista”, está sepultado no Cemitério da Paz. A homenagem a Adoniran Barbosa, que será feita pelos Trovadores Urbanos também se estende à memória de todos que estão sepultados no Cemitério da Paz. Lá os visitantes também poderão apreciar uma exposição de orquídeas.

  
Na esteira de integrar o espaço dos cemitérios ao dia-a-dia das cidades, a Associação Cemitério dos Protestantes (Acempro), também preparou uma ação especial na região central da capital paulista, no Cemitério do Redentor: uma sessão especial, num formato reduzido, da peça de teatro A Jornada de Orfeu, também às 11h da manhã.

No Dia de Finados todos os Cemitérios e Crematório da Associação terão uma programação especial para lembrar a data com carinho.

  
Confira a programação completa:

Cemitério dos Protestantes (Rua Sergipe, 177 – Consolação, São Paulo – SP)
9 às 17 horas – Músicos percorrendo as alamedas do Cemitério

Cemitério do Redentor (Av. Dr. Arnaldo, 1.105 – Sumaré – São Paulo – SP)
10 horas – Coral da Sociedade Filarmônica Lyra acompanhado da Camerata Twiaschor
11 horas – Apresentação teatral A Jornada de Orfeu

Cemitério da Paz (Rua Dr. Luiz Migliano, 644 – Jd. Morumbi – São Paulo – SP)
9 às 17 horas – Músicos percorrendo as Alamedas do Cemitério
10:00 – Celebração religiosa – Pe. Élcio Barros e Rev. Daniel Ferreira
11:00 – Apresentação Musical Trovadores Urbanos cantam e homenageiam Adoniram Barbosa
12 às 17 horas – Workshop de cultivo de orquídeas e exposição das plantas**
15:00 – Celebração religiosa – Pe. Élcio Barros e Rev. Daniel Ferreira
(**Uma exposição de orquídeas estará aberta ao público no Cemitério da Paz nos dias 31 de outubro, 1° e 2 de novembro)

Cemitério e Crematório Horto da Paz (Rua Horto da Paz, 191 – Potuverá – Itapecerica da Serra – SP)
9 às 17 horas – Músicos percorrendo as alamedas do Cemitério
14 horas – Pastor Edilson de Oliveira
15 horas – Padre Alexandre Matias
Acompanhamento de Orquestra e Coro durante as celebrações.

Cemitério de Colônia (Rua Sachio Nakao, 28 – Colônia – São Paulo – SP)
8 horas – Celebrações Religiosa – Pe. Marcelo Alexandre da Silva
10h30 – Celebrações Religiosas – Pe. Marcelo Alexandre da Silva

50 Anos – Cemitério da Paz completa 50 anos em 2015
Inspirado no cemitério americano Memorial Park, o Cemitério da Paz foi o primeiro cemitério-jardim do Brasil e o terceiro cemitério da Associação Cemitério dos Protestantes (Acempro). Inaugurado em junho de 1965, no bairro do Morumbi, situa-se em uma área de aproximadamente 120 mil metros, o Cemitério da Paz hoje é uma reserva verde em harmonia com a arrojada arquitetura do bairro do Morumbi, que sofreu um crescimento acelerado nas últimas décadas. Os jardins e bosques são cuidados em todos os detalhes, com a atenção permanente na preservação e restauração do meio ambiente em sua fauna e flora.


Estatísticas