destaque / entretenimento

  

“… Saudosa maloca, maloca querida… Donde nós passemos os dias feliz de nossa vida…” 

Não vou a cemitérios, mas essa notícia me fez pensar que a música pode ser a melhor forma de homenagear os que já se foram. Nada melhor do que voltar no tempo e reviver saudosas lembranças ao som de boa música. 

As singelas canções de Adoniran Barbosa estao ecoando hoje pelas alamedas do Cemitério da Paz, no dia 2 de novembro, Dia de Finados.

A escolha não foi à toa. O saudoso compositor e cantor, conhecido como o “pai do samba paulista”, está sepultado no Cemitério da Paz. A homenagem a Adoniran Barbosa, que será feita pelos Trovadores Urbanos também se estende à memória de todos que estão sepultados no Cemitério da Paz. Lá os visitantes também poderão apreciar uma exposição de orquídeas.

  
Na esteira de integrar o espaço dos cemitérios ao dia-a-dia das cidades, a Associação Cemitério dos Protestantes (Acempro), também preparou uma ação especial na região central da capital paulista, no Cemitério do Redentor: uma sessão especial, num formato reduzido, da peça de teatro A Jornada de Orfeu, também às 11h da manhã.

No Dia de Finados todos os Cemitérios e Crematório da Associação terão uma programação especial para lembrar a data com carinho.

  
Confira a programação completa:

Cemitério dos Protestantes (Rua Sergipe, 177 – Consolação, São Paulo – SP)
9 às 17 horas – Músicos percorrendo as alamedas do Cemitério

Cemitério do Redentor (Av. Dr. Arnaldo, 1.105 – Sumaré – São Paulo – SP)
10 horas – Coral da Sociedade Filarmônica Lyra acompanhado da Camerata Twiaschor
11 horas – Apresentação teatral A Jornada de Orfeu

Cemitério da Paz (Rua Dr. Luiz Migliano, 644 – Jd. Morumbi – São Paulo – SP)
9 às 17 horas – Músicos percorrendo as Alamedas do Cemitério
10:00 – Celebração religiosa – Pe. Élcio Barros e Rev. Daniel Ferreira
11:00 – Apresentação Musical Trovadores Urbanos cantam e homenageiam Adoniram Barbosa
12 às 17 horas – Workshop de cultivo de orquídeas e exposição das plantas**
15:00 – Celebração religiosa – Pe. Élcio Barros e Rev. Daniel Ferreira
(**Uma exposição de orquídeas estará aberta ao público no Cemitério da Paz nos dias 31 de outubro, 1° e 2 de novembro)

Cemitério e Crematório Horto da Paz (Rua Horto da Paz, 191 – Potuverá – Itapecerica da Serra – SP)
9 às 17 horas – Músicos percorrendo as alamedas do Cemitério
14 horas – Pastor Edilson de Oliveira
15 horas – Padre Alexandre Matias
Acompanhamento de Orquestra e Coro durante as celebrações.

Cemitério de Colônia (Rua Sachio Nakao, 28 – Colônia – São Paulo – SP)
8 horas – Celebrações Religiosa – Pe. Marcelo Alexandre da Silva
10h30 – Celebrações Religiosas – Pe. Marcelo Alexandre da Silva

50 Anos – Cemitério da Paz completa 50 anos em 2015
Inspirado no cemitério americano Memorial Park, o Cemitério da Paz foi o primeiro cemitério-jardim do Brasil e o terceiro cemitério da Associação Cemitério dos Protestantes (Acempro). Inaugurado em junho de 1965, no bairro do Morumbi, situa-se em uma área de aproximadamente 120 mil metros, o Cemitério da Paz hoje é uma reserva verde em harmonia com a arrojada arquitetura do bairro do Morumbi, que sofreu um crescimento acelerado nas últimas décadas. Os jardins e bosques são cuidados em todos os detalhes, com a atenção permanente na preservação e restauração do meio ambiente em sua fauna e flora.

The following two tabs change content below.
Quarentona assumida, me sinto uma representante legítima da minha geração e, por que não, um modelo para as mais jovens que desejam envelhecer sem deixar de lado os pequenos prazeres da vida, da comida, da diversão, dos cuidados com a saúde e a beleza, das relações pessoais que fazem tudo valer a pena. Um breve resumo: jornalista, netweaver na otagai.com.br, blogueira no @avidaquer @maecomfilhos @cosmethica.

Comentários no Facebook

SEO Powered by Platinum SEO from Techblissonline Estatísticas