cultura web / empreendedorismo

Filmes no YouTube, preparando post no @avidaquer

A notícia que talvez alcance mais pessoas é ligada ao entretenimento: YouTube lança serviço de aluguel de filmes via streaming. Se você pensou “já ouvi falar disso, não é novidade”, está certo, há tempos tem rumores sobre o tema, mas, apesar de o site da Google já ter tido experiências anteriores com vídeos de longa duração, ele só entrou formalmente no mercado de locações online ontem.

“Nas próximas semanas, o YouTube oferecerá apenas para usuários dos Estados Unidos mais de 3 mil títulos, incluindo grandes produções de Hollywood, deixando que as pessoas assistam aos filmes em seu site e competindo, assim, com rivais já estabelecidos como Netflix, Amazon e Apple, todos com foco no aluguel de filmes longa-metragem e programas de TV.”

Para quem ainda não se rendeu a uma TV de alta definição ou não usa uma TV monitor pode ser estranho, mas a realidade é que ver os programas ao vivo (em streaming) é uma opção bem viável para quem quer ver apenas uma vez, sem baixar grandes arquivos e sem precisar sair de casa para procurar o que ver. Conforto, comodidade e escolha, três coisas que buscamos muito na vida atual. E para quem pensou que a TV a cabo e os canais de filme pay-per-view já oferecem isso, direi que é verdade, mas neste caso (são milhares de títulos) teremos o quarto item que tanto nos agrada atualmente: personalização.

E no universo mais corporativo, a notícia da terça-feira foi a “rasteira” que a Microsoft deu nos concorrentes comprando o Skype. Eu fui da turma que não se surpreendeu – acho a interface quadrada do Skype a cara do MSN – mas não deixo de admitir que esta fusão vai mudar a forma como usamos este comunicador instantâneo. Usamos o skype como o principal comunicador desde 2004 – Gui com muito mais entusiasmo do que eu, admito – e ele é o ponto de encontro para nosso trabalho na empresa, visto que assumimos o homesourcing como filosofia de vida. Vale ler a análise de Anderson Costa, do Movebla, sobre as perspectivas desta fusão e concordo com esta parte em especial: “teremos um Live Messenger (ou o que venha a chamar esse amálgama) parrudo e soluções corporativas bem desenvolvidas”.

(E para quem ainda não é usuário ou quer saber o que é Skype, veja aqui)

E o terceiro é algo sobre o qual não vou me alongar, até por não ser uma novidade de fato, mas é uma grande utilidade: um Manual de boas práticas em ações de marketing no Facebook.  Tem muita gente precisando ler (está escrito em inglês) e pensar sobre este modelo, talvez até adaptando-o à nossa realidade, quem sabe?

Preciso dizer que espero comentários dos queridos leitores sobre como estas notícias afetarão seu cotidiano? Aguardo ansiosa! 😉

Você pode gostar também de ler:
The following two tabs change content below.
Quarentona assumida, me sinto uma representante legítima da minha geração e, por que não, um modelo para as mais jovens que desejam envelhecer sem deixar de lado os pequenos prazeres da vida, da comida, da diversão, dos cuidados com a saúde e a beleza, das relações pessoais que fazem tudo valer a pena. Um breve resumo: cristã, jornalista, netweaver na otagai.com.br, blogueira no @avidaquer @maecomfilhos @cosmethica.

Comentários no Facebook

SEO Powered by Platinum SEO from Techblissonline Estatísticas