Trabalho geek

drink-corner.jpgLembram daquela menininha falando OI no final do comercial de TV? Foi um dos starts para minha curiosidade com esta empresa de telefonia que eu conheço só de propagandas na TV e de patrocínio de shows (quem disse que cultura não rende?). Mas o que me fez prestar atenção nela de verdade foram relatos de amigos que usam o telefone em outros estados (com várias promoções de fazer inveja, do tipo: deixa que eu te ligo no final de semana porque sai baratinho) e a possibilidade de fazer compras sem usar cartão, direto com o celular, como meus amigos do Japão me contam que fazem há tempos. Já pensou? Se usar cartão de débito já facilitou a vida, que dirá comprar refrigerante de maquininha usando o celular? Muito geek! Por falar em geek, o golpe de misericórdia nesta geek aqui é que meu smartphone é um dos modelos deles. Viva! As tarifas da minha operadora me desanimam, infelizmente, por isso ainda não fiz um plano de dados (apesar dos conselhos que recebi do Fujita).

Há alguns dias vi o Helton comentar sobre vagas de trabalho lá. Ele contou em primeira mão que a empresa está chegando a SP e está recolhendo currículos através do link Eu Quero Trabalhar na Oi. Eu costumo pegar este tipo de informação e divulgar nas redes sociais (orkut, via6) porque trabalho é algo que a gente sempre persegue, né? Aí juntei as inovações da Oi e fiquei fantasiando o esquema de trabalho lá. (risos) A expectativa que eu tenho é de que o esquema na empresa seja parecido com o modelo que ela tem mostrado nos comerciais, jovem e dinâmico. E que traga oportunidades de aprendizado e crescimento na carreira, mesmo que comece no famoso estágio. Enfim, aquele sonho de filme americano no qual o cara é ousado e cresce dentro de uma empresa. (risos) Se mandar o seu currículo e for assim, me conte, quem sabe o Giorgio não vai estagiar lá daqui uns anos! 😉

Você pode gostar também de ler:
The following two tabs change content below.
Quarentona assumida, me sinto uma representante legítima da minha geração e, por que não, um modelo para as mais jovens que desejam envelhecer sem deixar de lado os pequenos prazeres da vida, da comida, da diversão, dos cuidados com a saúde e a beleza, das relações pessoais que fazem tudo valer a pena. Um breve resumo: cristã, jornalista, netweaver na otagai.com.br, blogueira no @avidaquer @maecomfilhos @cosmethica.

Comentários no Facebook