cultura web / entretenimento

Foto

Dica da minha irmã, que assina O Globo e está até mais antenada que eu nas notícias de crianças.

Ron Ilan, pai geek e programador que queria ensinar aos filhos a troca de vídeos na internet criou o Totlol.com . Dizem que é um YouTube infantil, com produções de teor educativo e de entretenimento adequados à idade de seu público alvo. Meu caçula fará parte do público por pouco tempo: é para crianças de 6 meses a 6 anos e em inglês – aliás, bem a fase em que eles assistem mil vezes o mesmo desenho sem cansar ! Mesmo sem crianças pecorruchas, vale a pena conhecer e tentar esticar a infância inocente dos meninos!

Lembrei demais do Giorgio porque o criador conta que resolveu investir no projeto por causa da curiosidade demonstrada por seu filhos de 3 anos e os coleguinhas dele por computadores e internet.

"Percebi que o YouTube não é elaborado para pais que procuram vídeos para seus filhos pequenos", explicou o programador de 38 anos.
Dessa forma, idealizou e lançou com seus próprios recursos um site em que os pais podem formar uma comunidade virtual que "explora" o popular serviço do YouTube, selecionando os vídeos que consideram adequados para crianças de seis meses a seis anos.
O Totlol permite que os pais compartilhem os vídeos com seus filhos, da mesma forma que leriam uma história de ninar para os filhos.
(…) As estatísticas revelam que quase cinco milhões de crianças de dois a 11 anos por mês vêem vídeos no YouTube. "Se um site que não foi criado para crianças é o destino número um das crianças, então podemos fazer algo melhor", concluiu.

Só que, aqui entre nós, não acredito que fique sem publicidade. Quem se lembra do Discovery Kids e da TV Cultura sem comerciais? Eram ótimos! Ilan diz que não vai bombardear as crianças com publicidade no Totlol e está analisando outras maneiras de ganhar dinheiro com o site. Espero sinceramente que ele consiga. Aqui em casa temos vários videos favoritos no youtube, mas eu tenho postado nos blogs dos meninos ou no meu orkut, para eles poderem ver sem serem bombardeados com coisas fora da faixa etária!

Você pode gostar também de ler:
The following two tabs change content below.
Quarentona assumida, me sinto uma representante legítima da minha geração e, por que não, um modelo para as mais jovens que desejam envelhecer sem deixar de lado os pequenos prazeres da vida, da comida, da diversão, dos cuidados com a saúde e a beleza, das relações pessoais que fazem tudo valer a pena. Um breve resumo: cristã, jornalista, netweaver na otagai.com.br, blogueira no @avidaquer @maecomfilhos @cosmethica.

Comentários no Facebook

SEO Powered by Platinum SEO from Techblissonline Estatísticas