Toque de Hidratação e o novo pai

Acho que vai ser meu último post da jornada materna do #diadasmaes – ou não! Na terça passada eu estive no Praça São Lourenço, um badalado (e lindo) restaurante no Itaim a convite da Johnson & Johson’s para conhecer detalhes da linha de produtos para hidratação da pele do bebê.

Um médico dermatologista conversou com as mães presentes e reforçou as diferenças da pele infantil e adulta, como contou muito bem aqui a Raquel, do Monalisa de Pijamas. Eu sempre cuidei da pele dos meus garotos, ainda mais do Gio, que tem uma tendência ao ressecamento daquelas que deixam feridas na pele no inverno – o que, by the way, ele puxou da mama! – e fiquei muito contente por saber que a nova (velha) linha da JJ terá um creminho especial para as partes mais ressecadas da pele das crianças. Testei o produto em mim e no Giorgio na última semana e fiquei encantada com o resultado.

E por que usar um creme especial? A pele do bebê, por ser mais fina, perde mais facilmente água. Por isso que é importante passar um hidratante no bebê logo após o banho – e também dar muito líquido para as crianças – e ter em mente que Hidratante não é a mesma coisa que Emoliente. Você sabia desta diferença? O Hidratante vai “hidratar”, isso é, trazer água para a pele, o emoliente (ou óleo) não reidrata, mas mantem a pele macia.

E como fazer um menino usar creme? E rosa ainda por cima? Bom, aqui em casa é estratégia, não dá para mostrar o tubo não, infelizmente a JJ ainda não é amiga dos meninos, é rosinha desde sempre e, como lembrou um dos presentes (que tinha jeito de pai, mas se apresentou como avô de um garoto de 4 anos), tem “cor de menina”.

Sabem que, acima de tudo, aprecio imensamente o fato de termos pais (avós?) assim, tão envolvidos emocional e moralmente na tarefa de cuidar da família. E tive uma surpresa positiva ao ver que o site da Johnson’s também tem seu lado e visual Pai com filhos! Meus parabéns à marca por incluir os novos pais no seu espaço, ganhou mais pontos aqui em casa.

Você pode gostar também de ler:
The following two tabs change content below.
Quarentona assumida, me sinto uma representante legítima da minha geração e, por que não, um modelo para as mais jovens que desejam envelhecer sem deixar de lado os pequenos prazeres da vida, da comida, da diversão, dos cuidados com a saúde e a beleza, das relações pessoais que fazem tudo valer a pena. Um breve resumo: cristã, jornalista, netweaver na otagai.com.br, blogueira no @avidaquer @maecomfilhos @cosmethica.

Comentários no Facebook