Top 5 Faith No More por @rafanoris

O Top 5 de hoje é de quem conheceu rock com videogame e fico feliz por poder mostrar esta lista e provar que nem sempre os jogos e as “traquitanas” eletrônicas (nossos queridos gadgets) são nocivos e deseducam, pelo contrário, eles podem nos abrir novos horizontes, ampliar os interesses e até mostrar caminhos para que a cultura de uma forma mais “erudita” e tradicional seja incorporada no nosso cotidiano.

Eu sou como Thais de Castro (@tatacastro80), e conheci Faith no more nos anos 1990, com CDs como “Live at Brixton“.  A banda, que remete ao tempo do grunge para mim, navega no heavy metal, rock alternativo, funk e rap (alguns chamam seu estilo de funk metal). Mike Patton, dono dos vocais característicos do Faith, é considerado por muitos o grande responsável pelo sucesso do grupo. Prefiro acreditar no trabalho de equipe que, se eu aguentar firme, poderei ver no show do dia 14/11 no SWU.

A banda se formou em 1984, com Chuck Mosely (vocal), Jim Martin (guitarra), Billy Gould (baixo), Mike Bordin (bateria) e Roddy Bottum (teclados). Com esta formação lançaram seu álbum de estréia auto intitulado em 1985. “Introduce Yourself”, de 1987, embora não tenha sido um sucesso de vendas, trouxe o primeiro hit da banda, “We Care A Lot”, executado à exaustão em rádios universitárias e programas de rock alternativo nos Estados Unidos e Inglaterra.

“Eu conheci Faith No More aos 16 anos, jogando Tony Hawk’s no Playstation 2. Virei fã-de-uma-música-só, no caso, Midlife Crisis. Até eu de fato conhecer a banda demorou quase 5 anos, quando um amigo me indicou o Angel Dust. Hoje sou apaixonado pelo metal estranho deles, pela criatividade do Mike Patton, por tudo, enfim. E não perco por nada o show deles, pois além de terem ótima presença de palco, eles sempre reservam ótimas surpresas em forma de covers inusitados.”
@rafanoris

1 – We Care A Lot

2 – Epic

Midlife Crisis

Qué He Sacado Con Quererte? (Cover de Violeta Parra no Teletón Chile – 2010)

Evidence (em português, show no Maquinaria, São Paulo – 2009)

E você, tem outra banda que você gosta muito e estará no SWU? Para enviar sua sugestão, basta ir até o formulário publicado neste link.

Você pode gostar também de ler:
The following two tabs change content below.
Quarentona assumida, me sinto uma representante legítima da minha geração e, por que não, um modelo para as mais jovens que desejam envelhecer sem deixar de lado os pequenos prazeres da vida, da comida, da diversão, dos cuidados com a saúde e a beleza, das relações pessoais que fazem tudo valer a pena. Um breve resumo: cristã, jornalista, netweaver na otagai.com.br, blogueira no @avidaquer @maecomfilhos @cosmethica.

Comentários no Facebook