mãe

Cientista Oral. Sério, esta expressão vem da infância do meu marido. Dizem que quando perguntavam o que ia ser quando crescesse a resposta dele era assim, cheia de certeza e, ao mesmo tempo, deixando nós na cuca dos interlocutores.

Por sorte eu estava preparada para isso e quando meus filhotes embarcam nesta que é a brincadeira favorita deles posso ficar só no deleite de ouvir e ver de longe. A ideia é transpor o que se sabe (daí ser cientista), conhecimentos que foram transmitidos nas conversas e histórias de família ou mesmo que recebemos ao ver aulas ou documentários na TV (os três adoram ver programas assim!) ensinando sem escrita, usando só a voz. Uma mistura de ancestralidade que, não raro, me faz pensar nas passagens bíblicas com as parábolas de Jesus ou nas aulas dos filósofos gregos – amor faz a gente ver tudo com os melhores olhos, não é mesmo?

Aqui a brincadeira persistiu na capacidade de inventar histórias sem fim. A hora de dormir tem histórias que se alongam por muitas noites, com aventuras que vão ensinando história, geografia, ciências, comportamento humano e uma inifinidade de coisas para os meninos, mas, acima de tudo, diverte e cria vínculos. Nesta eu costumo ficar de fora, apenas ouvindo e me deliciando com as trocas deles.

No dia dos pais minha sogra enviou uma carta para o Gui na qual refletia sobre esta prática deles. Foi emocionante ler as (muitas) páginas da mãe elogiando o filho e citando a inventividade das crianças como um valor que ele tem passado para os meninos. O que ela elogiava (o encantamento dos filhos com a capacidade imaginativa do pai que se dedica a criar por eles e para eles) é o que eu vejo de mais rico na relação deles por aqui.

20120829-182441.jpg

Mas o desafio não era refletir e sim brincar com os filhos como se fôssemos crianças e teve brincadeira sim! Papai ganhou no Dia dos Pais um brinquedo da sua época, um Forte Apache e passamos dias e noites no tapete da sala recriando histórias. Brinquei muito da conquista do Velho Oeste com meu irmão (que amava playmobyl) e Gui também fazia suas lutas e conquistas. As referências dos meninos com o Xerife Woody e até umas viagens meio Lost nas quais cabem dinossauros e ursos polares fizeram parte da nossa bagunça, numa volta ao mundo na qual cabe o capitão Algreen do Último Samurai e o Mestre Fazedor de Cerâmica do Japão, atual personagem das histórias que os meninos e o pai inventam.

Na verdade, quando nos tornamos adultos deixamos de nos permitir e muitas vezes bloqueamos nossos olhos e coração de criança. Brincar, sonhar, contas histórias nada mais é do que conversar com a nossa imaginação e permitir-se viajar sem rumo, destino e direção, esvaziando a nossa mente e nos despindo dos grilhões que muitas vezes apertam nossas pernas.

Permita-se, sonhe, conte histórias e brinque com seus pequenos. Esse é o maior desafio da vida adulta.

Royal e AVidaQuer 100 coisas para fazer com seus filhos antes que eles cresçam

Post da série na qual, por 20 semanas, brincaremos fazendo atividades propostas com o mote “100 coisas para fazer com seu filho antes que ele cresça“.
Acompanhe a série no @avidaquer @blogcoisademae @dica_de_mae @pontecialtweet @RoLippi e @cozinhapequena e na fanpage da Gelatina Royal que nos convidou para brincar!

Você pode gostar também de ler:
  Esse texto é para você, que assistiu o filme e está fritando para ler
Aziz e Fatima Ansari em Master of None No mês das
A gravidez na adolescência teve uma queda de 17% no Brasil segundo dados preliminares do
Estudo comprova que a necessidade evolutiva de proteger o bebê expande habilidades das mães Uma
Ali Wong - Baby cobra Nesse final de semana vi "Ali
The following two tabs change content below.
Quarentona assumida, me sinto uma representante legítima da minha geração e, por que não, um modelo para as mais jovens que desejam envelhecer sem deixar de lado os pequenos prazeres da vida, da comida, da diversão, dos cuidados com a saúde e a beleza, das relações pessoais que fazem tudo valer a pena. Um breve resumo: cristã, jornalista, netweaver na otagai.com.br, blogueira no @avidaquer @maecomfilhos @cosmethica.

Comentários no Facebook

SEO Powered by Platinum SEO from Techblissonline Estatísticas