cinema / destaque / entretenimento

O cineasta Rafael Primot juntou um elenco incrível pra contar histórias de amor. Com Maria Luisa Mendonça, Débora Falabella, Marjorie Estiano, Gilda Nomacce , Eucir de Souza, Clarissa Kiste, Amanda Mirásci, e o próprio diretor Rafael Primot, três histórias se entrelaçam. Novas, ousadas, reveladoras? Não. Lugares-comuns, clichês, dramalhões! Quem nunca se afundou numa barca do amor furada que atire a primeira pedra… Tem romance impossível, tem prostituta carente, tem madrasta, marido ausente, ator pornô.

O espectador, aos poucos, vai juntando um quebra-cabeça e tentando entender se os enredos estão na “vida real” ou na ficção. Porque os estereótipos que nos afetam também estão nas radionovelas, nos livros, nas narrativas fantásticas. Num velório, madrasta e enteada se amam e se odeiam, amam e odeiam o falecido. Numa lanchonete, quem está a fim de quem? Quem vai terminar com quem? Que encantos o outro tem? Num quarto de motel, a profissional do sexo implora amor…pelo telefone. E o homem simplesmente não pode falar nada.

Uma coisa é certa: todos são deficientes no amor. Todos somos inábeis, de alguma forma. Todos temos um jeito particular de nos abrirmos (ou nos fecharmos) para a experiência de amar. Até a mocinha do filme! Mas, no fim das contas, assim como vamos nos emocionar com a música brega, filhos ainda são uma decisão difícil, e provas de amor são oferecidas com – ou sem – sacrifício.

O blog @avidaquer foi na coletiva de imprensa e ficou sabendo que esse estranho romance (ou comédia romântica) talvez tenha a química garantida porque seus protagonistas se conhecem há tempos: da época da escola, do teatro, do próprio cinema e da tevê. A vontade de realizar o projeto também fez a equipe trilhar um caminho diferente dos editais públicos para produção de longas-metragens ou incentivos da iniciativa privada: é uma produção independente, que captou recursos via plataforma de financiamento coletivo e tem co-produção do Canal Brasil. Ou seja, se você ficou com vontade de ver, vá rapidinho aos cinemas! Estreia amanhã, dia 19 de abril.

A produção garantiu que algumas cópias terão legenda e/ou áudio descrição, pensando no público com deficiência auditiva ou visual. O que é uma notícia mais que bem vinda! Então, se informe em que  sessões isso vai acontecer e prestigie a iniciativa, pra que mais gente tenha acesso à nossa produção cultural.

 

 

 

 

Você pode gostar também de ler:
The following two tabs change content below.

Lívia Lisbôa

Jornalista, atriz, dona de uma casa que tem uma estante cheia de livros, porque gosta da companhia deles. Canta no chuveiro, só faz bolos quando está feliz e mora na Praça da Árvore de uma cidade que é conhecida por ser a Selva de Pedra.

Comentários no Facebook

SEO Powered by Platinum SEO from Techblissonline Estatísticas