cultura web

Neste domingo o Twitter fez aniversário. Como ressaltaram no blog oficial, “não é um aniversário qualquer” e os números que eles apresentam (Pesquisa feita pela Sysomos em análise de 11,5 milhões de contas em 2009) nestes 4 anos provam isso:

  • São 75 milhões de usuários cadastrados no Twitter e estes fazem cerca de 50 milhões de tuítes por dia, ou 600 tuítes por segundo.
  • Destes, 72.5% deles se cadastraram no primeiro semestre de 2009 e

– 21% nunca usou o Twitter
– existem mais mulheres (53%) do que homens (47%)
– mais de 50% das atualizações é feita com ferramentas que não o Twitter.com. A mais popular é a TweetDeck
– 85.3% dos usuários do Twitter atualizam seu perfil menos de uma vez ao dia.
– 1.13% faz postagens em média dez vezes ao dia.
– baseado em uma amostra de 20 milhões de tuítes, quinta feira é o dia preferido para postagens, e correspondeu a 15.7% do total, seguido por quarta (15.6%) e sexta (14.5%)
– 85.3% posta menos de uma vez ao dia
– 93.6% têm menos de 100 seguidores
– 92.4% seguem menos do que 100 pessoas
– 5% dos usuários do Twitter correspondem a 75% do total de atividade

Enfim, há diversas formas de estar presente na rede e poucos são Twitter Addicted como eu ou fenômenos de Twitter como @huckluciano (há poucos dias Luciano Huck passou a figurar no grupo dos 50 mais seguidos do mundo, superando Paris Hilton e Arnold Schwarzenegger, com mais de 1,7 milhão de seguidores). Mas ter milhões de seguidores pode não ser sinônimo de influência no Twitter. Segundo uma pesquisa, há outros fatores que marcam o sucesso no Twitter. É uma das conclusões de um grupo de pesquisadores, dentre eles o brasileiro Fabrício Benevenuto (doutor em ciência da computação pela UFMG), cujos resultados finais serão divulgados na Conferência Internacional sobre Weblogs e Mídia Social em Washington, EUA e já foram adiantados pelo jornal The New York Times.

Em The million follower fallacy: audience size doesn’t prove influence on Twitter consta em primeira mão o resultado da tarefa do grupo de pesquisadores , no exame das contas de Twitter de 54 milhões de usuários ativos, entre as cerca de 80 milhões de contas rastreadas. Desse total, eles se concentraram em cerca de seis milhões de usuários e avaliaram a forma como interagiam com o conjunto de usuários da rede, por meio de três medidas: número de retweets, seguidores e menções.

A conclusão?

“Aqueles com o maior número de seguidores podem ser ‘tuiteiros’ populares, mas isso não está necessariamente relacionado à sua influência. Contagens altas de seguidores nem sempre significam que alguém está sendo retuitado ou mencionado de forma significativa”.

Os perfis mais seguidos no Twitter são celebridades, figuras públicas como políticos e fontes de notícias, incluindo aí a CNN e The New York Times, Barack Obama, Shaquille O’Neal, Ashton Kutcher, Britney Spears e outros. Mas os usuários mais retuitados (ou mais influentes) tendem a ser serviços de agregação de conteúdo, como TwitterTips, TweetMeme (o blog de tecnologia Mashable foi contato como um serviço de agregação também, don’t ask me why).

Há pessoas físicas na lista, como @guykawasaki, mas o que conta é a conclusão acerca da capacidade de os usuários do Twitter influenciar os outros, ficando claro que “os mais influentes aparecem dominando de modo significativo uma variedade de tópicos, ao contrário de serem especialistas em apenas uma área“.

Qual é a sua opinião? Você segue personalidades como @realwbonner @huckluciano e @mauriciodesousa porque eles são “retuitáveis” ou porque é fã? E que tipo de usuário você retuita?

Você pode gostar também de ler:
The following two tabs change content below.
Quarentona assumida, me sinto uma representante legítima da minha geração e, por que não, um modelo para as mais jovens que desejam envelhecer sem deixar de lado os pequenos prazeres da vida, da comida, da diversão, dos cuidados com a saúde e a beleza, das relações pessoais que fazem tudo valer a pena. Um breve resumo: cristã, jornalista, netweaver na otagai.com.br, blogueira no @avidaquer @maecomfilhos @cosmethica.

Comentários no Facebook

SEO Powered by Platinum SEO from Techblissonline Estatísticas