Dia Nacional do Teste do Pezinho #saudenasredes

“O exame (conhecido na época como “Screening Neonatal”) veio para o Brasil em 1976 e deu origem à lei que conferiu o direito a todo recém-nascido brasileiro de realizar o Teste do Pezinho, por meio do Programa Nacional de Triagem Neonatal – PNTN. Hoje, toda a criança nascida em território brasileiro tem direito ao Teste do Pezinho Básico, totalmente gratuito. Esses exames são realizados em laboratórios oficiais e credenciados pelo Ministério da Saúde e as coletas de sangue são realizadas nas maternidades públicas ou nos postos de saúde.”

TESTE DO PEZINHO APAE

Antes de ser mãe, confesso, pouco sabia sobre o Teste do Pezinho. Tinha uma vaga noção de que era um exame de prevenção para detectar precocemente vários tipos de doença e que sua divulgação era ligada ao trabalho da APAE. O que descobri depois de ter filhos foi que o teste evita problemas graves que, se não tratados, levam à deficiência intelectual ou causam prejuízos à qualidade de vida da criança. Rápido e seguro, o exame é feito a partir da coleta (ainda na maternidade) de algumas gotinhas de sangue do calcanhar do bebê. O material é então enviado à APAE.

Serviço de Referência em Triagem Neonatal, credenciado pelo Ministério da Saúde no Estado de São Paulo, a APAE é uma Organização da sociedade civil sem fins lucrativos, referência na prevenção e na melhor qualidade de vida da pessoa com Deficiência Intelectual. Pioneiro na implantação do Teste do Pezinho na América Latina, é responsável por 57% dos exames realizados no território paulista e 80% na capital, tudo por meio do Sistema Único de Saúde (SUS). Neste dia 06 de junho a APAE e a Unisert (União Nacional dos Serviços de Referência em Triagem Neonatal) lançaram uma nova campanha de sensibilização nacional para reforçar o Dia Nacional do Teste do Pezinho, em campanha que objetiva informar e conscientizar a população sobre a importância do Teste do Pezinho, incentivando a realização do exame como medida de saúde preventiva.

Recentemente o @avidaquer foi convidado para conhecer o Laboratório APAE de São Paulo. Foi justamente nos dias seguintes ao nascimento da minha filha, quando eu esperava o resultado dos seus exames. Para minha tranquilidade, o material (colhido 48 horas após o nascimento) foi enviado ao laboratório e recebi um protocolo que me permitiu ver o resultado no São Luiz, mas foi o laudo impresso, que chegou em casa 7 dias depois, que me tranquilizou mesmo.

Você conhece os diferentes tipos de teste do pezinho?

  • O Teste do Pezinho Básico é obrigatório por Lei e coberto por todos os planos de saúde. É composto por quatro diagnósticos: Fenilcetonúria; Anemia falciforme e Hemoglobinopatias; Fibrose cística; Hipotireoidismo congênito.
  • O Teste do Pezinho Mais é composto por dez diagnósticos: Fenilcetonúria; Anemia falciforme e Hemoglobinopatias; Fibrose cística; Hipotireoidismo congênito; Toxoplasmose congênita; Hiperplasia Adrenal congênita; Deficiência de Biotinidase; Deficiência de G6PD (Glicose 6-Fosfato-Desidrogenase); Galactosemia; Leucinose.
  • O Teste do Pezinho Super, que faz o diagnóstico de 46 patologias. O teste inclui em seu painel, além das 10 doenças dos Testes Básico e Mais, outros 36 diagnósticos realizados através da avançada tecnologia de Espectometria de Massas.

Quer saber mais e divulgar informações sobre este exame? Veja o manual de instruções do Teste do Pezinho e saiba como proceder para a realização do teste e conheça as principais doenças a serem detectadas.

Você pode gostar também de ler:
The following two tabs change content below.
Quarentona assumida, me sinto uma representante legítima da minha geração e, por que não, um modelo para as mais jovens que desejam envelhecer sem deixar de lado os pequenos prazeres da vida, da comida, da diversão, dos cuidados com a saúde e a beleza, das relações pessoais que fazem tudo valer a pena. Um breve resumo: cristã, jornalista, netweaver na otagai.com.br, blogueira no @avidaquer @maecomfilhos @cosmethica.

Comentários no Facebook