Tecnologia ou tecnocracia?

Li duas postagens sobre tecnologia e blogs que mexeram comigo. No Blog do Cobra ele falava por que hypes ajudam blogs e me fez pensar. Primeiro na palavra hype, sobre a qual achei um artigo bárbaro em No mínimo.
Googlei e achei alguns posts interessantes. Um mundo sem hypes e concordei: “Você pode, e deve aproveitar um hype, mas se seu conteúdo não for significativo para o leitor, ele não voltará.” Queremos que as pessoas voltem, mas na blogosfera há quem o deseje por status, outros por dinheiro, outros para alimentar a rede de amizades mesmo. Estou no terceiro, quero achar afins e fiquei pensando se estou certa alimentando os links. Vou deixar dois links para pensarmos: Qual a importância dos links? e Page Rank e Hypes – Refutando Mitos
No Tecnocracia em para não dizer que não falei do iPhone foi impossível não me identificar, porque eu tenho um celular palm ou telefone pocket pc. Não sei como chamar meu Qtek 9100, celular ou PDA, mas eu não o trocaria por um i-phone porque desde as primeiras reportagens sobre o produto da Apple eu acho que o meu tem muitas das ferramentas, com a diferença de o software é windows e ainda não pus um bom cartão de memória nele.
Admito alguns problemas de sincronização, andei lendo e tem gente tendo outros problemas. Vou tentar o contato com a operadora e espero ser melhor atendida do que contam que foram Gui Leite aqui e Bia Kunze aqui. Ainda assim, não só para participar da promoção que escrevo e também porque ainda estou contente com meu brinquedinho (é como meu marido, que me presenteou com ele no nosso aniversário de namoro o chama) e não acredito que o i-phone poderá me trazer tanta coisa a mais. No mais, meu mp3 player (é 3 e não 4) Rio Carbon ainda me serve e não me incomodo de usá-los separadamente. Meu filho Enzo tem um i-pod e não gostei da interface dele, provavelmente já estava muito adaptada com o mp3 e o windows media player! Mas o principal motivo para eu não trocar é o fato de nem termos ainda conhecimento das condições de uso que serão exigidas, como comentam em Ten Reasons Why You Shouldn’t Buy an iPhone.
Estou participando da promoção Tecnocracia HandCase. Participe você também.

Você pode gostar também de ler:
The following two tabs change content below.
Quarentona assumida, me sinto uma representante legítima da minha geração e, por que não, um modelo para as mais jovens que desejam envelhecer sem deixar de lado os pequenos prazeres da vida, da comida, da diversão, dos cuidados com a saúde e a beleza, das relações pessoais que fazem tudo valer a pena. Um breve resumo: cristã, jornalista, netweaver na otagai.com.br, blogueira no @avidaquer @maecomfilhos @cosmethica.