a vida quer

  
Dizem que o Brasil não preserva suas relíquias nem valoriza seus heróis.

E o que você faz quando sabe de projetos para restaurar e preservar ícones da nossa história e cultura?

Eu conto, compartilho, divulgo.

E fico feliz, como estou ao saber que a primeira etapa de restauração da casa onde Tarsila do Amaral nasceu e viveu até 9 anos de idade começou neste mês.

No dia 06/02/2016, meia dúzia de homens retirava cuidadosamente as velhas telhas do casarão principal da Fazenda São Bernardo, na zona rural de Rafard (SP). Enquanto isso, no chão, outro funcionário as lavava uma por uma antes de subi-las novamente aos devidos lugares, onde estão desde 1875. 

  
O local será transformado em um museu interativo ligado ao modernismo, movimento que influenciou as artes e o design na primeira metade do século 20 e do qual a pintora fez parte. 

Quer saber por que dar essa notícia hoje? 

Nesta quinta-feira (11/02) são comemorados 94 anos do início da Semana de Arte Moderna de 1922. O evento foi realizado até 18 de fevereiro daquele ano e “inaugurou” o movimento modernista no Brasil.

🙂

Curiosidade:

– Tarsila, considerada um ícone do modernismo brasileiro, não expôs na Semana de 22 porque estava em Paris. 

  
Sonhos:

– O diretor cultural da organização social Abaçaí Cultura e Arte, Toninho Macedo, conta que o objetivo é que o visitante do museu possa acessar, por exemplo, o Abaporu, obra de 1928 que ocupa lugar de destaque no Museu de Arte Latino-Americana de Buenos Aires (Malba), na Argentina. 

– A ideia é transformar a Fazenda São Bernardo no “Quadrante Caipira”, um espaço para fomentar a cultura do interior paulista por meio de aulas de teatro, dança, música, artesanato, apresentações, encontros, manifestações tradicionais e ações com a comunidade. O espaço será denominado Centro Cultural Luz de Pirilampos.

– O turismo também deve ser explorado. Em pouco mais de um ano de trabalho, um dos projetos desenvolvidos pela entidade está em fase avançada. Já tem gente ensinando adolescentes da cidade a lidar com cavalos e charretes. Segundo a organização, as pessoas trazem os cavalos e os meninos são preparados para conduzirem os turistas em passeios, não só pelo ambiente interno da fazenda, mas por alguns pontos de Rafard, como a antiga Usina Hidrelétrica Leopoldina.

The following two tabs change content below.
Quarentona assumida, me sinto uma representante legítima da minha geração e, por que não, um modelo para as mais jovens que desejam envelhecer sem deixar de lado os pequenos prazeres da vida, da comida, da diversão, dos cuidados com a saúde e a beleza, das relações pessoais que fazem tudo valer a pena. Um breve resumo: cristã, jornalista, netweaver na otagai.com.br, blogueira no @avidaquer @maecomfilhos @cosmethica.

Comentários no Facebook

SEO Powered by Platinum SEO from Techblissonline Estatísticas