A mãe que todo mundo queria – e merecia – ter

“Sou daquelas que conversam com a professora sempre que podem e não perdem uma reunião”
@smiletic

Oficina Pritt de Criatividade - DEZ/2010
Simone e a filha Carol #aos7 na oficina Pritt com Silvio Alvarez em dezembro de 2010 (foto de Silvio Tanaka)

Nesta semana, finalizando a primeira fase da campanha para difundir a causa “Criatividade é o que se usa para construir pessoas”, o blog de Pritt convidou algumas das mães embaixadoras mais envolvidas para contar um pouco do seu cotidiano em família. A primeira entrevistada é uma das pessoas mais próximas a mim, amiga que conheci por meio de blog (mas, ao contrário de muitos contatos da internet, que encontrei primeiro pessoalmente e descobri depois virtualmente) e que se tornou uma amiga a quem chamo de “comadre”.

Que maravilha ver lá, transcrito em texto, o que eu já testemunho na vida de Simone e Carol desde que nos conhecemos em outubro de 2008. Lá se vão dois anos – e dos mais importantes na vida escolar da Carol porque marcados pela transição de pré escola para fundamental 1 – em que vejo, ouço, converso e sinto na Simone uma mãe daquelas que todo mundo queria (e merecia!) ter!

Que bom que agora temos este espaço generosamente oferecido por Pritt para mostrar esta nova realidade das famílais contemporâneas na qual buscar sucesso e uma carreira não inviabiliza viver plenamente e com felicidade a experiência familiar. Fico feliz quando leio os posts e tuites das mães contando de suas experiências em casa e mostrando que, aos poucos, cada um fazendo o seu e do seu jeito, vamos encontrando um “caminho do meio” no qual nem a criança reina, nem o pai é déspota, tampouco o trabalho rouba em definitivo espaço para a vida pessoal. Um caminho no qual usamos muito jogo de cintura e criatividade para construir relações cada dia mais humanas e valorosas.

Oficina Pritt de Criatividade
Família reunida: Simone, Carol e Carlos (foto de Silvio Tanaka)

P.S. E vale ficar de olho no blog de Pritt: nos próximos dias as entrevistadas são Glauciana Nunes e Christiane Ferreira.

Você pode gostar também de ler:
The following two tabs change content below.
Quarentona assumida, me sinto uma representante legítima da minha geração e, por que não, um modelo para as mais jovens que desejam envelhecer sem deixar de lado os pequenos prazeres da vida, da comida, da diversão, dos cuidados com a saúde e a beleza, das relações pessoais que fazem tudo valer a pena. Um breve resumo: cristã, jornalista, netweaver na otagai.com.br, blogueira no @avidaquer @maecomfilhos @cosmethica.

Comentários no Facebook