Como tenho visto o skate reviver o Parque Dom Pedro

avenida-do-estado-em-frente-ao-parque-dom-pedro

Quem reconhece essa avenida paulistana que parece uma alameda, de tão arborizada?

Num domingo de manhã a famosa Av dos Estados, a 300m do Mercado da Cantareira, parece até uma estradinha gostosa no interior e sem engarrafamento dá até para ver beleza na região!

Ali, do lado direito, funciona um Parque interessante.

Há alguns anos eu passo pela Av do Estado, na região do Parque Dom Pedro, uma região bem degradada da cidade e que tinha uma área grande que deveria ser um parque e era um local de grande abandono.

Como eu não sou paulistana, cheguei aqui em 2005, tive que pesquisar para entender o nome deste local.

parque-dom-pedro
Quer saber mais do projeto? Clique na foto.

Inaugurado em 1922 como a principal área de lazer da cidade, projetado pelo francês Joseph-Antoine Bouvard (1840- 1920), o parque se tornou “a área do centro mais esquecida” pelo poder público. A partir de 1945, quando as autoridades passaram a promover obras populistas, como a construção de viadutos, o Parque D. Pedro II foi deixado de escanteio nas ações do governo municipal. Projetos foram apresentados na gestões de Luiza Erundina (1989-1992) e de Marta Suplicy (2001-2004), mas não saíram do papel. Erundina queria demolir os viadutos que cobrem o parque e Marta queria levar moradias populares para revitalizar a região.

Um projeto começou na gestão Gilberto Kassab (2006-2008), integrando o Parque Dom Pedro II, o Mercado Municipal e o futuro Senac, tentando recuperar uma área que sofre com o abandono há mais de sete décadas.

pista-de-skate-do-parque-dom-pedro

Em 2016, a Prefeitura de São Paulo entregou o espaço revitalizado e eu descobri que chama Praça Ulisses Guimarães. Aqui tem informações sobre a execução:

  • Localizada na região do Parque Dom Pedro, no centro, a área verde de 40 mil m² estava degradada, e após obras de requalificação, ganhou pistas de skate e corrida, playground, equipamentos de ginástica, quadra poliesportiva e recuperação do campo de futebol.
  • O espaço ganhou ainda 152 pontos de iluminação LED e no lado externo da praça, em frente a tradicional Escola Estadual São Paulo, a fiação foi enterrada e mais de 100 luminárias de vapor de sódio foram modernizadas para vapor metálico.
  • O local fica próximo ainda do Catavento, do Terminal Parque Dom Pedro e o Metrô Pedro II.
  • Em julho de 2014, a Prefeitura de São Paulo sancionou a lei para cessão da área de 9,2 mil metros quadrados entre o Mercado Municipal e o Palácio das Industrias por 99 anos ao Serviço Social do Comércio, permitindo a construção de uma nova unidade do Sesc, no centro da capital. A lei que cede o terreno abriu espaço para a revitalização do Parque D. Pedro II.

Espero, honestamente, que a nova prefeitura mantenha o local, pois noto que está mudando a região e que tem público!

O projeto teve o aval da Confederação Brasileira de Skate (CBSk). Segundo estimativa da entidade e da Prefeitura, cerca de 500 mil pessoas andam de skate pelo menos uma vez por semana na capital paulista.

Nos vídeos abaixo dá para ver que é um local de fácil acesso e bem usado:

(Foto do canal LB Skate)

 

Leia também:

Skate na Subprefeitura da Mooca 😉

 

Você pode gostar também de ler:
The following two tabs change content below.
Quarentona assumida, me sinto uma representante legítima da minha geração e, por que não, um modelo para as mais jovens que desejam envelhecer sem deixar de lado os pequenos prazeres da vida, da comida, da diversão, dos cuidados com a saúde e a beleza, das relações pessoais que fazem tudo valer a pena. Um breve resumo: cristã, jornalista, netweaver na otagai.com.br, blogueira no @avidaquer @maecomfilhos @cosmethica.