sustentabilidade

Foto de vila no Cambodja: erradicar a pobreza deve ser uma das principais metas dos governos

Vocês já ouviram falar do relatório Vision 2050: The new agenda for business? Lançado em fevereiro pelo World Business Council for Sustainable Development-WBCSD, ele teve uma versão em língua portuguesa apresentada e comentada durante a 4ª Mostra Fiesp/Ciesp de Responsabilidade Socioambiental.

Estive lá e ouvir comentários de especialistas sobre o estudo feito por 29 empresas de 20 países do mundo com foco no longo prazo para as próximas quatro décadas me pensar no quanto nós nos alienamos e deixamos para discutir e discordar das ações oficiais motivadas por estudos porque não os conhecemos em tempo.

Então, compartilho com vocês a lista apresentada das sete ações propostas para se alcançar a sustentabilidade, que envolvem mudanças de comportamento e inovação social e tecnológica:

1. Atender às necessidades de desenvolvimento de bilhões de pessoas, possibilitando educação e empoderamento econômico (especialmente das mulheres), além de soluções, estilos de vida e comportamentos radicalmente ecoeficientes.

2. Incorporar o custo das externalidades, começando com carbono, serviços prestados pelos ecossistemas e água.

3. Dobrar a produção agrícola sem utilizar mais água e áreas no processo.

4. Cessar os desmatamentos e aumentar o rendimento das florestas plantadas.

5. Reduzir as emissões de CO² pela metade, no mundo inteiro, até 2050 (com base nos níveis de emissões de 2005), por meio da migração para sistemas de energia de baixo carbono.

6. Prover acesso universal à mobilidade com baixo carbono.

7. Atingir melhoria de eficiência de quatro a dez vezes no uso de recursos e materiais.

O diferencial apontado pelos especialistas é que as propostas de planejamento são factíveis para governos, empresas e sociedade civil como um todo, para que o mundo alcance 2050 com 9 bilhões de habitantes tendo suas necessidades básicas atendidas, numa relação estreita existente entre sustentabilidade e erradicação da pobreza extrema. Estes sete pontos de ação exigem novo estilo de governança com impactos na economia e na maneira de se fazer negócios e já podem ser colocadas em prática, pois o mundo tem conhecimento acumulado, desenvolvimento tecnológico, habilidade e recursos financeiros suficientes para promover essas mudanças.

#prapensar nesta última semana antes das eleições, não?

P.S. Para saber mais e fazer o download do estudo: http://bit.ly/dAilnL

Você pode gostar também de ler:
Neste ano meu filho mais velho completa 18 anos e - geração Uber - ele
Há alguns anos, tive a honra de fazer um "tour" por uma parte do rio
Já ouviu falar do conceito “Design de energia”? https://www.youtube.com/watch?v=4q8ugvNZyrM   O programa Shizen Global Talent
Nasci em Ponta Grossa, nos Campos Gerais, região linda do Paraná. E eis que eu,
Você é daquele tipo de consumidor que baseia suas escolhas em valores? Eu sou. Se
The following two tabs change content below.
Quarentona assumida, me sinto uma representante legítima da minha geração e, por que não, um modelo para as mais jovens que desejam envelhecer sem deixar de lado os pequenos prazeres da vida, da comida, da diversão, dos cuidados com a saúde e a beleza, das relações pessoais que fazem tudo valer a pena. Um breve resumo: cristã, jornalista, netweaver na otagai.com.br, blogueira no @avidaquer @maecomfilhos @cosmethica.

Comentários no Facebook

SEO Powered by Platinum SEO from Techblissonline Estatísticas