Será que não conseguimos mais ver?

Giorgio se sentiu muito tocado com o comercial da campanha Criança Esperança 2009. E provou que nós podemos ainda ver, sentir, reagir com compaixão e misericórdia quando nos deparamos com esta realidade.

Agir para aplacar a fome

Agir para acabar com o trabalho infantil quando ele é injusto e degradante

Você pode gostar também de ler:
The following two tabs change content below.
Quarentona assumida, me sinto uma representante legítima da minha geração e, por que não, um modelo para as mais jovens que desejam envelhecer sem deixar de lado os pequenos prazeres da vida, da comida, da diversão, dos cuidados com a saúde e a beleza, das relações pessoais que fazem tudo valer a pena. Um breve resumo: cristã, jornalista, netweaver na otagai.com.br, blogueira no @avidaquer @maecomfilhos @cosmethica.

Comentários no Facebook