Uma Semana Nacional dos Museus bem diferente!

Das notícias “mais tristes” sobre este pesadelo anunciado das possíveis paralisações neste ano, acho que está a da greve dos funcionários de museus exatamente na querida Semana dos Museus!

Apesar de eu entender que para ter resultado é preciso se manifestar quando tem importância, fiquei entristecida. Todo ano planeja-se com tanto carinho a agenda de atividades para esta data – aqui no blog divulgamos há anos, apoiando muito a oportunidade de “consumo de cultura” – e justamente nesta única semana ver que a população será “punida”, me desanima um pouco!

A Semana Nacional de Museus é uma das ações da Política Nacional de Museus do IBRAM, construída e proposta de forma articulada, que tem como característica o trabalho integrado e democrático entre as instituições do ramo no Brasil.

A data busca […] “promover a valorização, a preservação e a fruição do patrimônio cultural brasileiro, considerado como um dos dispositivos de inclusão social e cidadania, por meio do desenvolvimento e da revitalização das instituições museológicas existentes e pelo fomento à criação de novos processos de produção e institucionalização de memórias constitutivas da diversidade social, étnica e cultural do país”.

Para se ter uma ideia da importância desta Semana, a escolha do tema é feita pelo Conselho Internacional de Museus (ICOM), para que as instituições museológicas possam utilizá-lo com o objetivo de valorizar sua posição perante a sociedade. E em 2014 a ideia era tratar dos vínculos criados pelas coleções dos museus –  mostrando que os museus são instituições que possibilitam criar laços entre “os visitantes, as gerações futuras e as culturas do mundo”.

A verdade é que esta relação tem sofrido grandes mudanças por meio de diferentes abordagens e tecnologias, levando inclusive os museus a repensarem sua missão tradicional e encontrar novas estratégias que tornem suas coleções mais acessíveis aos diferentes públicos. Daí o valor deste repensar proposto para a semana de 12 e 16 de maio de 2014, a VI Semana Nacional de Museus, com o tema “Museus e Patrimônios – As Coleções criam Conexões”.

Entenda a paralisação:

Eis que, a um mês da abertura da Copa do Mundo, cerca de 80 servidores do Ministério da Cultura aprovaram uma greve em Brasília, iniciando na quinta-feira, 15/05/2014. Em outros estados, como o Rio de Janeiro, os servidores da Cultura já estão em paralisação desde esta segunda, 12/05. Segundo a organização do movimento grevista, praticamente todos os 30 museus do Instituto Brasileiro de Museus (Ibram) estão fechados, como o Museu Imperial de Petrópolis, o Museu Nacional de Belas Artes e o Museu da República.  Além de os museus correrem o risco de ficar de portas fechadas durante a Copa, as grandes festas juninas do Nordeste também podem ser afetadas pela paralisação.

O que assusta é a amplitude deste movimento num país que já não dá o devido valor à cultura e educação. Dizem que não é só a Cultura que pode parar na Copa do Mundo se o governo não agir e vários setores federais, como educação, saúde e transportes, podem optar por uma greve nacional, que, se aprovada, começará dois dias antes da Copa!

Apesar disso, se num museu perto de você as portas estiverem abertas nesta Semana Nacional dos Museus, aproveite!

 

 

Você pode gostar também de ler:
The following two tabs change content below.
Quarentona assumida, me sinto uma representante legítima da minha geração e, por que não, um modelo para as mais jovens que desejam envelhecer sem deixar de lado os pequenos prazeres da vida, da comida, da diversão, dos cuidados com a saúde e a beleza, das relações pessoais que fazem tudo valer a pena. Um breve resumo: cristã, jornalista, netweaver na otagai.com.br, blogueira no @avidaquer @maecomfilhos @cosmethica.