bem estar / cidadania / destaque

A Associação Brasileira dos Portadores de Hepatite (ABPH) , em parceria com o Rotary Club , realiza o Hepatite Zero, um mutirão de testes rápidos de Hepatite C, direcionado para homens e mulheres com mais de 40 anos

A Associação Brasileira dos Portadores de Hepatite (ABPH) , em parceria com o Rotary Club , realiza o Hepatite Zero, um mutirão de testes rápidos de Hepatite C, direcionado para homens e mulheres com mais de 40 anos.

O mutirão tem nexo, pois os números da doença assustam!

▶️ No Brasil são cerca de três milhões o total de infectados com o vírus C, o que daria para encher 50 estádios do Maracanã, no Rio de Janeiro.

▶️ No mundo, há meio bilhão de pessoas que carregam os vírus das Hepatites B e C e, absurdamente, apenas 5% dos casos estão diagnosticados.

▶️ A Hepatite C mata duas vezes mais do que a AIDS. Somente nos EUA, em 2015, a Hepatite C matou mais do que todas as doenças infecciosas juntas.

 

 

 

 

 

 

 

Mas, se descoberta e tratada a tempo, tem cura.

 

Porém, é preciso descobrir e tratar!


O evento busca quebrar o grande silêncio que existe sobre a doença, diagnosticando portadores do vírus, que desconhecem a situação que se encontram. A doença é assintomática até as suas fases mais avançadas e, geralmente, quando o portador percebe os primeiros sintomas, já é tarde demais e a única possibilidade de cura seria um transplante de fígado.

No texto tratamos detalhadamente da doença, veja lá: Hepatite C, um mal silencioso que pode ser vencido pela informação.

Nesta ocasião eu descobri que o vírus da hepatite C só foi descoberto em 1989 e que os exames para detectar o vírus foram disponibilizados nos países ricos a partir de 1991, e, no Brasil, em 1993.

Hepatite C, um mal silencioso que pode ser vencido pela informação. Nesta ocasião eu descobri que o vírus da hepatite C só foi descoberto em 1989 e que os exames para detectar o vírus foram disponibilizados nos países ricos a partir de 1991, e, no Brasil, em 1993
E em São Paulo, para marcar o Dia Mundial de Combate às Hepatites Virais, em 28 de julho, oito postos do Poupatempo na Grande São Paulo participam de uma campanha de prevenção à doença, organizada pela Associação Brasileira de Portadores de Hepatite (ABPH) em parceria com o Rotary Club.

A Semana Hepatite Zero acontece simultaneamente no Poupatempo de Cidade Ademar, Diadema, Guarulhos, Itaquera, Lapa, Santo Amaro, São Bernardo do Campo e Sé. Os atendimentos correm até sexta-feira, dia 29 de julho, sempre das 8h às 17h.

Profissionais da área da saúde estão à disposição nos postos participantes para esclarecer dúvidas da população sobre os principais sintomas da hepatite C, suas causas, formas de prevenção e tratamentos.

Além da orientação, ainda é possível realizar o exame rápido de detecção do vírus gratuitamente. Caso a doença seja diagnosticada, o cidadão será encaminhado para tratamento em uma unidade de saúde especializada.
Pessoas entre 30 e 60 anos de idade que têm tatuagens, compartilham ou utilizam materiais perfurocortantes sem a devida esterilização estão entre os grupos de risco da doença. O teste é dispensado para aqueles que já realizam tratamento contra hepatite C, são doadores de sangue ou mulheres que fizeram pré-natal recentemente.

Informações sobre endereços dos postos Poupatempo podem ser obtidas no portal poupatempo.sp.gov.br, pelo aplicativo SP Serviços (para smartphones e tablets) e também pelo Disque Poupatempo (0800 772 3633 – para telefones fixos – ou 0 operadora 11 2930 3650 – para ligações de celulares).

Eu já fiz esse teste algumas vezes, por conta das gestações, e conheço famílias que descobriram e trataram a doença justamente porque foi descoberta num exame de pré-natal. 


A ABPH é uma organização não governamental, sem fins lucrativos, recém criada e em trâmites de oficialização. Nascida com o objetivo de ser a grande aliada dos infectados da doença,  busca levar informação sobre a existência da hepatite, suas divisões e implicações. Site oficial: abph.org.br


Estatísticas