cidadania / destaque

semanadobebe

A Semana do Bebê é uma estratégia de mobilização social apoiada pelo UNICEF e tem como objetivo tornar o direito à sobrevivência e ao desenvolvimento de crianças de até 6 anos prioridade na agenda dos municípios brasileiros.

A iniciativa nasceu em Canela, RS, onde é realizada anualmente há 14 anos. Reconhecendo essa boa prática, o UNICEF sistematizou essa metodologia e está ajudando a promovê-la em todo o país. Com o apoio do UNICEF, 589 municípios já realizaram a Semana do Bebê, onde vivem 2.203.966 crianças de até 4 anos.

A programação completa da Semana do Bebê em Cidade Tiradentes pode ser acessada aqui.

Cidade Tiradentes foi um dos territórios definidos como prioritário para atuação da Prefeitura de São Paulo, o UNICEF e o Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA) na implementação da Plataforma dos Centros Urbanos, iniciativa que visa à redução das desigualdades intramunicipais na garantia dos direitos das crianças e dos adolescentes.

No distrito vivem 17,5 mil crianças de até 4 anos. Segundo dados do DATASUS de 2012, o percentual de gravidez na adolescência (mulheres de 10 a 19 anos) em Cidade Tiradentes é de 18,5%. Na região de Santa Cecília, por exemplo, este número é de 0,7%. A taxa de mortalidade neonatal é de 11,49 por mil nascidos vivos, enquanto a média da cidade é de 7,65.

Entenda: a Cidade Tiradentes concentra mais de 40 mil unidades habitacionais, a maioria delas, construídas na década de 1980 pela Companhia Metropolitana de Habitação de São Paulo (COHAB), Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano do Estado de São Paulo (CDHU) e por grandes empreiteiras, que inclusive aproveitaram o último financiamento importante do Banco Nacional da Habitação (BNH), antes de seu fechamento.

cohab_cidtiradentes_1259258240

O bairro foi “planejado” como um grande conjunto periférico e monofuncional do tipo “bairro dormitório” para deslocamento de populações atingidas pelas obras públicas, assim como ocorreu com a Cidade de Deus, no Rio de Janeiro. Por conta disso, o bairro tem uma população estimada em 220 mil habitantes que estão, de certa forma, separados por dois níveis de pobreza: a renda média do chefe de família varia de 500 a 1200 reais na Cidade Formal e de 200 a 500 na Informal; o analfabetismo vai de 0 a 10% na Cidade Formal, ao passo que na Informal o índice fica entre 10 e 20%.

Assim, a identidade dos moradores de Cidade Tiradentes está diretamente ligada ao processo de constituição do bairro, feita sem um planejamento pré-estabelecido, que levasse em conta as necessidades básicas da população. Muitas pessoas vieram para a Cidade Tiradentes em busca da realização do sonho da casa própria, embora boa parte tenha se deslocado a contragosto, na ausência de uma outra opção de moradia. O fato de não terem encontrado no local uma infra-estrutura adequada às suas necessidades e da região oferecer escassas oportunidades de trabalho, fez com que passassem a ter Cidade Tiradentes, como bairro dormitório e de passagem e não de destino.

640px-Mondego_expressotiradentes

Ônibus articulado do Expresso Tiradentes (foto tirada na Região Central de São Paulo). O primeiro trecho do Expresso foi entregue à população em 2007 com promessa de conclusão em 2013/14.

E por falar em destino, o bairro é destino de uma das grandes obras viárias em execução na capital paulista. Um corredor ligará a Cidade Tiradentes ao Centro, beneficiando entre 350 e 400 mil passageiros que moram no bairro e outras regiões da Zona Leste. A promessa do governo é de que, com o corredor, a viagem seja reduzida para menos de uma hora – menos da metade do tempo atual.  O projeto indica ainda que haverá arborização de todo o trajeto até Cidade Tiradentes. Técnicos prevêem que em cinco ou dez anos a feição de toda a região atendida pelo corredor será transformada, com um modelo diferente de ocupação e novos empreendimentos.

 

The following two tabs change content below.
Quarentona assumida, me sinto uma representante legítima da minha geração e, por que não, um modelo para as mais jovens que desejam envelhecer sem deixar de lado os pequenos prazeres da vida, da comida, da diversão, dos cuidados com a saúde e a beleza, das relações pessoais que fazem tudo valer a pena. Um breve resumo: jornalista, netweaver na otagai.com.br, blogueira no @avidaquer @maecomfilhos @cosmethica.

Comentários no Facebook

SEO Powered by Platinum SEO from Techblissonline Estatísticas