Quatro anos é muito tempo

Morri de rir aqui quando vi esta propaganda da Justiça Eleitoral. O cara sapatear sempre que fica nervoso tão improvável que a gente ri. Não dá para passar 4 anos sapateando

Nem 4 anos andando em círculos

Nem 4 anos com uma abelha no ouvido

Realmente, quatro anos é muito tempo, é imprescindível escolher bem – sem leviandade, paternalismo ou nepotismo – os candidatos. Ainda mais quando a esfera é municipal, porque vai afetar de forma direta seu coditiano. Quem se lembra da questão do lixo aqui em São Paulo? Ou as famosas escolas de lata? E a vantagem do bilhete único? Todas foram decisões tomadas em um período de mandato assim, de “apenas” 4 anos.

Você pode gostar também de ler:
The following two tabs change content below.
Quarentona assumida, me sinto uma representante legítima da minha geração e, por que não, um modelo para as mais jovens que desejam envelhecer sem deixar de lado os pequenos prazeres da vida, da comida, da diversão, dos cuidados com a saúde e a beleza, das relações pessoais que fazem tudo valer a pena. Um breve resumo: cristã, jornalista, netweaver na otagai.com.br, blogueira no @avidaquer @maecomfilhos @cosmethica.

Comentários no Facebook