a vida quer

minas nerds

Minas Nerds é um coletivo formado por mulheres que produzem e consomem literatura, games, quadrinhos, RPG e tudo que engloba a cultura Geek /Nerd e Cultura Pop em geral. As MinasNerds também mantém um grupo que luta pela representatividade e reconhecimento das mulheres no meio nerd.

E foram elas que “cavaram” um espaço feminino na FESTCOMIX, que acontece de hoje a domingo em São Paulo, com a responsabilidade de criar e organizar palestras/mesas redondas e workshops, voltados exclusivamente ao público nerd feminino, LGBTT e uma exposição exclusiva com trabalhos de cerca de 20 artistas mulheres. Como elas dizem, modéstia às favas, “os temas estão MUITO LEGAIS e interessantes”. 

Eu estarei na mesa Mães Nerds neste sábado, das 13h as 14h, mas tem muito papo bom a partir da noite desta sexta.

minas nerds

Foi só quando Aurea Gil, do Pac Mãe (que eu conhecia do Mamíferas, coletivo com o qual eu me identifico também!), me convidou para a mesa que eu e meus #2nerds começamos a pensar no quanto tem uma formação planejada nesta linha aqui em casa.

Não por acaso fomos ver Homem Formiga no cinema ontem, no dia da estreia, tampouco foi sem querer que o primeiro álbum de figurinhas que fizemos juntos (quando eles tinham 2 e 5 anos) foi dos Herois Marvel. Com 2 anos, meu filho mais velho sabia todos os personagens da Sociedade do Anel, pois eu reli O Senhor dos Aneis na gravidez do segundo filho e contava as aventuras dos personagens para ele, que brincava com os bonequinhos sobre a barriga, fingindo que o irmão participava. A trilha sonora de Totoru, personagem ícone de Hayao Miyazaki, estava no aparelho de som dos bebês daqui de casa.

Mas ser mãe nerd não é só gostar de ler ou cultivar ícones de cultura pop. É ensinar a ser cientista, investigador, paleontólogo… é ensinar a ser CDF, a não aceitar respostas fáceis nem prontas, é estimular o “porque sim não é resposta” desde sempre, é saber que eles logo vão saber muito mais do que a gente e achar ótimo ter uma relação horizontalizada com os filhos. É também agir como feminista, mostrar um mundo onde homens e mulheres são iguais nos seus direitos mesmo que diferentes no modus operandi. É não “classificar” nem segregar e ao mesmo tempo curtir fazer parte do gueto.

maes nerds criando filhos nerds mesa na festcomix

Anote na sua agenda e se for até lá, me chame para registrarmos o encontro.

😉

 

17/07 – Sexta:

  • 19h00 – A mulher e o feminismo em séries e filmes

18/07 – Sábado:

  • 11h30 às 12h30 – Mulheres e RPG
  • 13h00 às 14h00 – Mães Nerds – Criando futuros nerds
  • 14h30 às 15h30 – Cyberbullying e violência contra a mulher
  • 16h às 17h00 – Mulheres nas HQ
  • 17h30 às 18h30 – Y – O Ultimo Homem – Percepção dos homens sobre a as mulheres na cultura pop (machismo e feminismo na cultura pop) O que eles pensam sobre as garotas nerds?
  • 19h-20h – Mulheres e Games

Domingo – 19/07:

  • 13h às 14h – Mesa LGBT no mundo nerd –
  • 14h30 às 15h30 – Workshop (Podcasts + Videocasts e produção de sites de cultura pop)
  • 16h00 – 17h00 – Mulheres e Cosplay

 

 

 


Estatísticas