Quando as corporações começam a usar os Hangouts…



Num debate no 1º dia da Social Media Week em Nova York, David Eastman, CEO da JWT North America, disse que alguns anunciantes estão falhando em sua missão de desenvolver abordagens criativas para se conectar com o consumidor no Facebook. Segundo ele, a rede social “se tornou a ferramenta padrão para as agências preguiçosas que não sabem o que fazer”.

Exageros à parte, nem precisamos das histórias que ele falou dos “computadores da IBM” (aposta segura, comparada ao atual marketing no Facebook) para pensarmos que as novidades têm tempo contato, tanto que há pouco tempo o Orkut reinava no Brasil e hoje ele está em declínio, tanto quanto o MySpace que sobrevivia no universo musical e teve seu reinado dividido entre vários concorrentes (um deles, não por acaso, o Facebook). 

Descobri a notícia de um Hangout do Google + num tuíte de um dos editores do Google Discovery, espaço onde, vale dizer, me informo muito sobre as novidades do Google e fico sabendo do crescimento do Google +. Eu ainda não me rendi à rede social que rivaliza com o Facebook, mas admito que, se a coisa andar como parece, cada dia temos mais opções e o gigante Facebook começa a perder força.

Os Hangouts do Google + foram criados para reunir amigos virtualmente numa conversa que acontece ao vivo com webcams (e sim, eu penso que podem servir para “vários propósitos”, mas isso não vem ao caso agora, né?). É uma chance de fazer um “webinar” (as coletivas de imprensa online) pessoal, uma forma de experimentar as salas de chat com vídeo ou mesmo de sair do formato das populares Twicams, com a facilidade de hoje podermos usar estes artifícios com “em casa de pijama ou na rua com o celular”, como diz o site da rede social.

Esta possibilidade de transmissão ao vivo gratuita pela web tem sido aproveitada por figuras públicas (foi anteriormente utilizado pelo cantor will.i.am, o Dalai Lama, Marisa Monte e Obama) e começa a ser descoberta por corporações.

Nesta quinta (16/02/2012) a Coca-Cola fará um hangout no Google + e estão entusiasmados com a novidade:

We are excited to use Google+ Hangouts, a new technology to give the fans of the Archives a behind the scenes look at our storage space.  While you may have seen glimpses of the Archives during the CNBC SpecialBloomberg TV or even our Virtual On-Line Museum, this will by the first opportunity to be a part of a tour and ask questions about the rich history, lore and artifacts of The Coca-Cola Company.

Se a expectativa deles é grande, a nossa (como consumidores e como pensadores da comunicação nas novas mídias) não é menor. Prefiro não fazer prognósticos, mas creio que a entrada de um gigante como a Coca-Cola neste universo de conversas abertas e entrevistas ao vivo feitas por internautas usando uma plataforma como o Google+ Hangout pode mudar muita coisa na forma como as marcas nos impactam e se relacionam conosco em busca de engajamento.

Para participar do Google+ Hangout vá até a página da Coca-Cola no Google+ e clique em Join This Hangout, que deve começar as 20h daqui ( 2PM EST).

Google+ Comments

Tags: Brasil, celular, CEO, Coca-Cola, Dalai Lama

Comente, compartilhe! ;)

5 respostas para “Quando as corporações começam a usar os Hangouts…”

  1. Quando as corporações começam a usar hangouts… será hora de nos rendermos tb?

    Nesta quinta (16/02/2012) a… http://t.co/akrfACaP

  2. Bibiana Maia disse:

    Quando as corporações começam a usar hangouts… será hora de nos rendermos tb?

    Nesta quinta (16/02/2012) a… http://t.co/akrfACaP

  3. Anna Shudo disse:

    Quando as corporações começam a usar os Hangouts… http://t.co/AjofPFCn via @avidaquer

  4. [...] pública por celebridades como Barack Obama, Will.i.am e até a brasileira Marisa Monte ou marcas como Coca-Cola) e esta opção pode trazer à tona muitos talentos [...]

  5. Claudemberg Berg Neves disse:

    Um novo recurso muito pouco utilizado…

Deixe uma resposta

Você precisa fazer o login para publicar um comentário.