mãe

[update]

Como escolher a linha pedagógica?

É de fundamental importância saber que existem diferentes linhas pedagógicas que são alternativas ao método tradicional. Construtivista, Montessoriana, Waldorf ou Tradicional, qual será a melhor? Se você precisa escolher, é válido conhecer as principais correntes pedagógicas adotadas pelas escolas.

Se você está em dúvidas sobre a escola atual de seu filho e quer buscar alternativas para o próximo ano letivo, aproveite das dicas do editorial e visite também o portal do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira, responsável por avaliar as escolas do Brasil.

[/update]

Falar de metodologia de ensino me deixa sem jeito. Não sou educadora e fiz o primário numa escola pública no interior, o que deixava a metodologia da escola para segundo – ou terceiro – plano, mas quando converso com as mães dos coleguinhas, noto que a história se repete e que a maior parte de nós veio de uma formação que não discutia ainda metodologias de ensino. Mas estamos conseguindo mudar isso, nos informando e buscando uma educação de qualidade para nossos filhos. Quando digo que as mães atuais são “mães profissionais” poucos me entendem, mas o fato é que trazemos para a maternidade toda força de trabalho, toda capacidade que temos no ambiente corporativo. Os resultados estão aí, visíveis, numa geração que mostra muito cedo sua capacidade acima da média.

Meus filhos estão numa escola sócio-construtivista, que considero um bom formato para atender a curiosidade e ânsia de aprendizagem de ambos. Escolhi-a pela internet quando soube da mudança do trabalho de meu marido para São Paulo. Verdade! Googlei Mooca e escolas infantis e achei vários links. Dos links parti para o fórum de uma comunidade no orkut na qual várias mães, solidárias e generosas, estavam me oferecendo dicas para a mudança. Absurdamente web 2.0, eu sei hoje, mas na época foi uma ação instintiva que deu certo.

Relembrei esta história porque o grupo Mulheres na Rede e o Desabafo de Mãe este mês promovem alguns concursos culturais sobre ESCOLALEITURA.  Seis blogs – A Vida Como A Vida Quer, Acontece AquiLu Ivanike (sobre escola) e Repórter MãeMeu mundo e Nada MaisOnde está a Oli? (sobre leitura) – vão promover debates diferentes sobre os temas a partir de hoje até dia 15 de outubro. E você pode participar de todos debates: basta fazer um comentário em um dos blogs – escrever um texto replicando o debate no seu blog ou mesmo fazer um desabafo de mãe – para concorrer a diferentes prêmios.

E este blog ficou de levantar a questão da metodologia da escola. Qual a metologodia de ensino da escola do seu filho. Como você a escolheu? E porquê? Que dúvidas têm sobre esta escolha? E que certezas?

Da mesma forma que contei com várias mães da web na minha escolha – que tem se mostrado acertada nestes 3 anos e meio – o grande prêmio que ganhamos com concursos como este é a troca com mães e pais interessados em um mundo melhor para seus filhos.
🙂 Por isso, participe você também!
Obs. Os vencedores dos debates promovidos através de comentários serão divulgados no dia 20 de outubro de 2008 e os prêmios serão entregues, via Correios, até 30 dias depois do anúncio dos vencedores, diretamente pela equipe do Desabafo de Mãe.
P.S. Este tema voltou a me perturbar porque Enzo está ficando desanimado na escola, mas Giorgio adora o ambiente e obtém excelentes resultados. Tem mais valor a metodologia ou a segurança emocional que o ambiente dá? Será possível conciliar estes dois critérios?

P.P.S. Para quem me visita há pouco, uma explicação: eu me considero uma das mães postiças do Desabafo, estive na formação do portal meses antes de seu lançamento, em outubro de 2006, e o setor de cultura infantil foi um filho postiço que amamentei com vigor e amor sinceros. Saí oficialmente do portal em fevereiro, mas continuo ligada na rede maravilhosa de mães e amigas que fiz lá e apoiando as ações das idealizadoras, Ceila e Sueli, em prol da democratização da cultura infantil.


Você pode gostar também de ler:
The following two tabs change content below.
Quarentona assumida, me sinto uma representante legítima da minha geração e, por que não, um modelo para as mais jovens que desejam envelhecer sem deixar de lado os pequenos prazeres da vida, da comida, da diversão, dos cuidados com a saúde e a beleza, das relações pessoais que fazem tudo valer a pena. Um breve resumo: cristã, jornalista, netweaver na otagai.com.br, blogueira no @avidaquer @maecomfilhos @cosmethica.

Comentários no Facebook

SEO Powered by Platinum SEO from Techblissonline Estatísticas