Programadora Brasil reabre inscrições para filmes e vídeos

Para quem produz conteúdo audiovisual: de 31 de maio a 12 de julho, estarão abertas as inscrições para obras audiovisuais brasileiras no banco de dados da Programadora Brasil. Pelo que soube, é a terceira vez que se realiza esse processo. Lançada em 2007, Programadora Brasil é um programa da Secretaria do Audiovisual do Ministério da Cultura, desenvolvido por meio da Cinemateca Brasileira e do Centro Técnico do Audiovisual (CTAv), que busca “disponibilizar filmes e vídeos para pontos de exibição audiovisual (escolas, universidades, cineclubes, centros culturais, pontos de cultura) de circuitos não-comerciais para promover o encontro do público com o cinema brasileiro”. Lembrou do Mais Teatro de outro dia? Pois é, entendi que segue a mesma linha para formar platéias, fomentar o pensamento crítico em torno da produção nacional, contribuindo com a formação intelectual, social e cultural dos brasileiros.

Atualmente o projeto conta com 494 títulos em seu acervo que já podem ser adquiridos por seus mais de 1.160 pontos de exibição audiovisual associados em todos os estados do país. Estão contratados e em processo de produção 207 novos filmes e até setembro deste ano estarão também disponíveis em 60 novos programas/DVDs.

E de que vale ser incluído? Se incluídos, os filmes e vídeos serão contratados, sem exclusividade, para a duplicação de 1.000 (mil) cópias e serão disponibilizados em DVD para pontos de exibição não-comerciais associados ao projeto, através de um sistema on-line de aquisição – mas é bom lembrar que a inscrição não garante a inclusão do título. No entanto, é notório que, ao abrir as inscrições para o cadastramento de filmes, há uma natural democratização do processo de inclusão de títulos e cria-se oportunidade para que todos os interessados em ter suas produções no acervo do projeto disponibilizem as informações e formalizem essa intenção.

Como se increver? As novas inscrições podem ser efetuadas por pessoas físicas ou jurídicas, para obras audiovisuais com duração entre 5 e 30 minutos, de qualquer gênero e ano de realização, desde que possuam o CPB – Certificado de Produto Brasileiro, emitido gratuitamente pela Ancine. Para inscrever um ou mais títulos, o responsável deve ler atentamente o regulamento, e concordando com as condições, preencher a ficha de informações do filme e encaminhar uma cópia da obra em DVD, até o dia 12 de julho de 2010, para a Cinemateca Brasileira, aos cuidados da Coordenação de Programação e Produção da Programadora Brasil, no endereço: Rua Capitão Macedo, 580, Vila Clementino / CEP 04021-020 – São Paulo – SP. Os títulos ficarão disponíveis para a consulta da comissão de curadoria.

Você pode gostar também de ler:
The following two tabs change content below.
Quarentona assumida, me sinto uma representante legítima da minha geração e, por que não, um modelo para as mais jovens que desejam envelhecer sem deixar de lado os pequenos prazeres da vida, da comida, da diversão, dos cuidados com a saúde e a beleza, das relações pessoais que fazem tudo valer a pena. Um breve resumo: cristã, jornalista, netweaver na otagai.com.br, blogueira no @avidaquer @maecomfilhos @cosmethica.

Comentários no Facebook