atividade física / bem estar / destaque

parque no inverno

Fácil não é, mas garanto que é possível manter a regularidade das atividades físicas mesmo no inverno.

Não estou falando de nada pesado, mas dos #30tododia (os 3o minutos de atividade física regular, que pode ser caminhada na rua ou até uma boa faxina em casa!) que precisamos ter para sair do sedentarismo e garantir qualidade mínima de vida.

E estou também puxando pais e mães para permitirem que as crianças e adolescentes continuem se movimentando, apesar do clima que caiu no meio do ano nos estados do sul e sudeste. Em especial nas férias de julho, quando junta falta de aulas com o clima desfavorável, a maioria dos pais prefere manter as crianças em casa.

parquinho no inverno

(Veja também: O valor da atividade física na primeira infância)

O resultado é facil de ver: agitação seguida de apatia e, quando falta mesmo uma brincadeira física fora de casa,  até a falta de sol e de exercício podem afetar a saúde. Afinal, além de comer bem, a gente precisa manter o corpo em movimento ao ar livre para aproveitar os nutrientes e garantir o perfeito funcionamento do corpo. Não é só o cálcio que precisa de sol para se fixar no nosso organismo, os músculos precisam ser fortalecidos, sabiam?

E tem estudos científicos sobre o tema:

Uma equipe de pesquisadores da Universidade da Califórnia, dos Estados Unidos, realizou testes com ratos para descobrir se praticar exercícios no início da vida resulta em efeitos positivos no futuro. Após avaliar os ratos por meio de corridas em uma roda, considerando também a massa corporal e a alimentação dos animais, os pesquisadores encontraram resultados promissores, como menor índice de massa corporal.

Os experimentos foram realizados por três semanas, com dois grupos de ratos: o primeiro teve acesso a uma roda para correr ao completar 24 dias de vida e o segundo não foi incentivado à prática. Os autores descobriram que os efeitos dos primeiros exercícios praticados por esses ratos duraram uma semana, porém, é importante lembrar que uma semana para esses animais corresponde a nove meses para os adultos.

Theodore Garland, autor líder do estudo publicado na revista Physiology & Behavior, afirma que os resultados destacam a importância de incentivar a prática de atividade física nas escolas. Se as crianças começarem a se exercitar nos primeiros anos de vida, elas serão mais propensas a manter o hábito mais adiante.

Segundo o pesquisador, os exercícios na fase adulta, incentivados desde que as crianças entraram para a vida escolar, podem trazer inúmeros benefícios para a saúde delas no decorrer da vida.

Quer mais um motivo para fazer exercícios sempre e reforçar nesta época de frio?

A atividade física já ajuda a reduzir o índice de gordura corporal sem a necessidade de diminuir o consumo de alimentos.

🙂

P.S. A fotomontagem é da Prefeitura de Curitiba​ com o parque onde minha mãe fazia atividade física toda manhã, mesmo com muito frio!

The following two tabs change content below.
Quarentona assumida, me sinto uma representante legítima da minha geração e, por que não, um modelo para as mais jovens que desejam envelhecer sem deixar de lado os pequenos prazeres da vida, da comida, da diversão, dos cuidados com a saúde e a beleza, das relações pessoais que fazem tudo valer a pena. Um breve resumo: jornalista, netweaver na otagai.com.br, blogueira no @avidaquer @maecomfilhos @cosmethica.

Comentários no Facebook

SEO Powered by Platinum SEO from Techblissonline Estatísticas