bem estar / destaque

Cuidado, deixar a cabeça baixa por muito tempo sobrecarrega a coluna cervical e lombar e pode provocar complicações sérias de saúde!

Ninguém nega que os smartphones e tablets trouxeram entretenimento e informações em tempo real para a palma da mão. Mas especialistas em saúde alertam para outro lado: as tecnologias desenvolvidas para facilitar o dia a dia, também aumentaram o sedentarismo e uma série de problemas ortopédicos.

A verdade é que poucos se preocupam com a postura quando usa um dispositivo móvel, nem percebem quanto tempo passamos com o pescoço inclinado.

“Os brasileiros ficam em média quatro horas por dia de cabeça baixa mexendo nos seus aparelhos eletrônicos e isso pode levar a alterações nas regiões cervical e lombar da coluna, provocando fortes dores nas costas, pescoço e cabeça.”

Quem traz estes dados é Silvia da Cruz Serri, coordenadora de fisioterapia do Complexo Hospitalar Edmundo Vasconcelos, explica que o peso da cabeça triplica com a inclinação do corpo, podendo causar lesão por sobrecarga.

“Em posição normal, a cabeça de um adulto pesa cerca de 5 quilos, com a postura curvada para baixo o contrapeso pode atingir até 15 quilos, sem a pessoa nem perceba”.

Entre os traumatismos decorrentes, está a cefaleia cervicogênica, uma pressão intensa nas partes superior e posterior do pescoço que é facilmente confundida com dor de cabeça e enxaqueca.

Dependendo do nível da tensão, as dores podem se estender aos braços, ombros, punhos e cotovelos. Há situações em que a pessoa repete tanto o movimento de digitação que provoca também tendinite.

o-uso-intenso-e-irregular-desses-aparelhos-tem-promovido-problemas-de-hernias-de-disco-2

A fisioterapeuta chama a atenção especial para as crianças.

“Recente pesquisa publicada no The Spine Journal, apontou que o uso intenso e irregular desses aparelhos tem promovido problemas de hérnias de disco, principalmente, nas gerações mais jovens. Para evitar problemas, a dica é se sentar com a coluna reta e apoiar os braços, deixando o tablete ou telefone na altura dos olhos, além de limitar o tempo em frente da ‘telinha’. Também é importante praticar exercícios e se alongar para aliviar a tensão no pescoço, fazendo o movimento de ‘sim’ e ‘não’ com a cabeça, por exemplo. Prestar atenção à postura, e passar por avaliação médica e acompanhamento com fisioterapeuta também podem ser necessários.”

O cuidado com a postura deve se estende aos computadores, notebook, videogames. Mas isso é  assunto para um outro post!

😉

Dores e incômodos nas costas, dificuldade para respirar e alterações na posição regular dos ombros e quadril são fortes indícios de problemas na coluna. Em muitos casos, o diagnóstico é a deformidade na coluna vertebral, que pode se apresentar de diversas formas como, escoliose.

 

Você pode gostar também de ler:
The following two tabs change content below.
Quarentona assumida, me sinto uma representante legítima da minha geração e, por que não, um modelo para as mais jovens que desejam envelhecer sem deixar de lado os pequenos prazeres da vida, da comida, da diversão, dos cuidados com a saúde e a beleza, das relações pessoais que fazem tudo valer a pena. Um breve resumo: cristã, jornalista, netweaver na otagai.com.br, blogueira no @avidaquer @maecomfilhos @cosmethica.

Comentários no Facebook

SEO Powered by Platinum SEO from Techblissonline Estatísticas