mãe

Família do meu avô Juca Hoffmann na virada do século XX, antes ainda de que ele, caçula, nascesse. Meus bisavós, quem diria, vieram crianças da Russia, mas são de origem Alemã. 🙂 Ponta Grossa, PR, Brasil.

Em 2009 contei no Mãe com filhos da minha tentativa de reunir algumas fotos antigas da família e começar o processo de digitalização delas, emocionada com o resultado (ainda pífio) e por mostrar aos meus filhos cenas da minha infância, da vida deles, do mundo onde meus avós e até bisavós viviam. A reunião acontecia na minha coleção no meu Flickr, onde descobri um espaço muito legal que também guarda imagens antigas, mas de domínio público e que mostram pequenos pedaços do quebra-cabeças da nossa história. Os albuns de várias instiuições estão em Commons e agregam fotos de vários países, mas infelizmente o Brasil ainda não está bem representado. É uma pena, mas também serve como estímulo para que façamos nossa parte e digitalizemos acervos familiares para oferecer a espaços como aqueles.

As principais metas do projeto Commons no Flickr são mostrar os tesouros escondidos nos arquivos de fotografias públicas mundiais e como a sua adição e o seu conhecimento podem ajudar a enriquecer ainda mais essas coleções.  O projeto diz que pretende que nós possamos contribuir com as descrições das imagens. Uma wikipedia de fotos? Quem sabe!  Como em todo projeto 2.0 ele é colaborativo e depende de nosso empenho.

No bairro da Aviação, em Paranaguá, Pr, foto dos tios Olga (Fumiko) e Quintino (Kitshiro) com sobrinhos no bar de sua propriedade. Ao fundo, sorrindo, meu pai, que foi criado por eles para poder estudar "na cidade". Por ter criado meu pai, tia Olga foi uma espécie de segunda avó. (Foto do final da década de 1960)

E eis que recebi no post um comentário de uma pesquisadora em busca de fotos antigas daqui. Dulce Bressane me contava que tem interesse acadêmico no tema porque está preparando monografia de final de mestrado pela Escola de Belas Artes da Universidade Federal do Rio de Janeiro e procura por fotos familiares para poder terminar o trabalho.

Mesmo buscando em museus e internet, como aconteceu comigo em 2009, praticamente todas que encontra fazem parte de arquivos estrangeiros ou quando são brasileiras, foram realizadas com fins “oficiais”, descaracterizando o aspecto “familiar”. Será que vocês leitores não tem fotos assim guardadas em alguma caixa? Dulce busca fotos de familias brasileiras – de preferência tiradas no Rio de Janeiro – no período período entre 1900 e 1920, como casamentos, aniversários, interiores de casa, varandas, brincadeiras de crianças e etc. Vamos ajudar gente?

Você pode gostar também de ler:
Para quem gosta de relembrar como as festividades ligadas ao Natal começaram a ter significado
“Tem coisa que a gente não compra por dinheiro nenhum. Ou nasce com ou tem
Hoje um tuíte me lembrou como somos "fora da curva" por não envolver as crianças
Passando pelo Viaduto Nordestinos, na saída de São Paulo (a caminho do Vale do Paraíba,
Neste ano não vamos passar o Natal na cidade que é uma das referências das
The following two tabs change content below.
Quarentona assumida, me sinto uma representante legítima da minha geração e, por que não, um modelo para as mais jovens que desejam envelhecer sem deixar de lado os pequenos prazeres da vida, da comida, da diversão, dos cuidados com a saúde e a beleza, das relações pessoais que fazem tudo valer a pena. Um breve resumo: cristã, jornalista, netweaver na otagai.com.br, blogueira no @avidaquer @maecomfilhos @cosmethica.

Comentários no Facebook

SEO Powered by Platinum SEO from Techblissonline Estatísticas