cidadania

Antes de começar o texto, um comentário para quem está achando que entrei na “Caixa Preta” do Senado:

RT @_BITES: Contato com stakeholder digital nao é compra de opinião, é relacionamento.

🙂

“A Constituição Federal adota os princípios da soberania popular e da representação, segundo os quais o poder político pertence ao povo e é exercido em nome deste por órgãos constitucionalmente definidos (art. 1º, parágrafo único). Para tanto, a Constituição Federal constitui três Poderes, o Legislativo, o Executivo e o Judiciário, independentes e harmônicos (art. 2º). O Poder Legislativo do Brasil é exercido, no âmbito federal, desde 1891, pelo Congresso Nacional, que se compõe da Câmara dos Deputados e do Senado Federal, compostos, respectivamente, por deputados e senadores.”

Nestas palavras em negrito se encerra a importância de conhecermos os parlamentares que são eleitos para nos representar nas várias instâncias do Legislativo. Pode parecer incrível para você que me lê e  é um cidadão consciente (felizmente, tenho na timeline vários cidadãos que acompanham o que acontece na política e muitos que não se furtam a ver o horário eleitoral e opinar sobre ele no Twitter diariamente), mas muitos não sabem para que serve de fato um deputado ou senador.

Está pertinho de nós, em menos de um mês (03/10) milhões de brasileiros irão às urnas para eleger seus representantes, inclusive Deputados Federais para a Câmara dos Deputados e Senadores para o Senado Federal. A pergunta que muitos se fazem é:

E por que a escolha de Deputados e Senadores é um momento tão importante?

Ora, se o Congresso Nacional é responsável pelas leis do Brasil, meu voto faz diferença para todos! A campanha #seuvotofazocongresso usou o futebol, paixão nacional, para como metáfora da importância de escolha dos deputados e senadores –  “escalar a melhor seleção para fazer as regras da sua vida” -, mas podia ter usado metáforas ligadas à família (as decisões que uma mãe atual faz com relação ao orçamento doméstico, por exemplo) ou a uma pequena empresa (a escolha de colaboradores/funcionários e de clientes/fornecedores faz diferença no sucesso do empreendimento). O que conta é falar com as pessoas de forma que elas entendam, o que o Senado não fazia até pouco tempo atrás.

Blogueiros testemunham a entrega do Orçamento da União (PLOA 2011) #seuvotofazocongresso

Nosso grupo em reunião com Haroldo Tajra na Comunicação do Senado. Fomos conhecer a campanha #seuvotofazocongresso e ser repórter por um dia, aproveitando o esforço concentrado.

😉

Na visita ao Senado (sobre a qual falei aqui), conversei com a jornalista Andréa Valente e ela me dizia que notou uma grande diferença no “modelo” de discursos depois do advento da TV Senado, que foi inserida no contexto do Congresso em 1995. Antes os discursos eram “mais elaborados, mais bonitos”, mas só eram compreendidos pelos outros parlamentares e por jornalistas de nicho (os que cobrem política e que encontrei quando ganhei credencial para estar no Salão Azul na terça). Agora não, o discurso se tornou palatável (sim, a gente consegue engolir, digerir, entender melhor) e as pessoas podem ligar a TV e ver o que os seus representantes estão falando (e fazendo) no Congresso.

E, como disse há pouco @_bites num workshop, “Transparência é pré-requisito para o dialogo.”

Então, meu convite é para que visitem o site (onde é possível baixar vídeo, áudio e cartazes) e acima de tudo divulguem o valor de se conhecer a fundo as propostas de seus candidatos ao parlamento. Trocando – ou não, pois como diz meu filho estamos caminhado para um novo Estado Novo! – o executivo, o Congresso continua tendo grande força na representação dos nossos anseios e necessidades, eles podem definir os rumos da Nação. E não deixem de também, em seguida, descobrir a real plataforma de seus candidatos (alguns não devem nem ter viu!) e saber com quem eles fazem alianças prévias… como mostrou o Estadão hoje, os suplentes dos senadores explicam muita coisa dos bastidores do poder. Bom ficar de olho!

Suplentes em família, ricos, profissionais e de fé; um retrato dos escolhidos

Suplentes em família, ricos, profissionais e de fé; um retrato dos escolhidos

#ficaadica

P.S. E vale lembrar, para quem pensa que quando os blogueiros vão a algum lugar estão sendo “comprados” pela marca! “Contato com stakeholder digital nao é compra de opinião, é relacionamento“.

Você pode gostar também de ler:
Há alguns anos, tive a honra de fazer um "tour" por uma parte do rio
(Foto da Passeata pela Paz - Capão Redondo - São Paulo,
Eu já fui migrante no Japão (como dekassegui), sou neta e bisneta de estrangeiros que
Você via mulheres grávidas, praticamente zumbis humanos, no meio de locais como a Cracolândia e
Hoje teve prova Saresp e os colegas do meu filho no Ensino Médio queriam boicotar
The following two tabs change content below.
Quarentona assumida, me sinto uma representante legítima da minha geração e, por que não, um modelo para as mais jovens que desejam envelhecer sem deixar de lado os pequenos prazeres da vida, da comida, da diversão, dos cuidados com a saúde e a beleza, das relações pessoais que fazem tudo valer a pena. Um breve resumo: cristã, jornalista, netweaver na otagai.com.br, blogueira no @avidaquer @maecomfilhos @cosmethica.

Comentários no Facebook

SEO Powered by Platinum SEO from Techblissonline Estatísticas