a vida quer

Taí uma coisa que eu sempre desconfiei: o vínculo entre genética e tendência política!

E um estudo publicado nna revista da Royal Society britânica revelou que há um vínculo entre a genética e as preferências políticas de cada cidadão. A pesquisa, liderada por Richard P. Ebstein, da Universidade de Cingapura, analisou o genoma de 1.771 estudantes universitários da etnia Han, a principal da China, e concluiu que há um vínculo entre uma variante genética e a tendência política.

gene DRD4, que tem um papel na transmissão da dopamina, pode interferir nas nossas opções políticas, especialmente nas mulheres.

E as nossas afinidades políticas podem estar ligadas à variante deste gene de que somos portadores.

A novidade é que esse estudo destaca que as tendências políticas de cada um também dependem de fatores conjunturais e educativos.

No Brasil, finalmente, estamos começando a ter algum amadurecimento político pessoal com posicionamento que, embora nas redes sociais pareça que se trate de uma “manada guiada por um líder” ou “um bando de carneirinhos”, como já ouvi gente falar, me mostra um posicionamento político individual interessante, que já aproxima ou distancia as pessoas por suas repetidas opiniões. Nem tudo é genética, afinal, a gente muda e amadurece quando deixa de conviver demais com a família de origem, né? Mas uma parte do posicionamento fica porque somos talhados desde muito cedo para ver a vida de um jeito ou de outro.

Dezenas de estudos anteriores já mostravam vínculos estreitos entre a opinião política e alguns aspectos da nossa personalidade:

  • Os conservadores, que têm tendência a amar a ordem e uma vida estruturada, seriam mais coerentes ao tomar decisões
  • Os liberais mostrariam uma maior tolerância diante da ambiguidade e da complexidade, se adaptando melhor a circunstâncias inesperadas

Esquerda-X-Direita

E você sabe de onde surgiu esta divisão em esquerda e direita?

  • As ideologias “esquerda” e “direita” foram criadas durante as assembleias francesas do século XVIII. Nessa época, a burguesia procurava, com o apoio da população mais pobre, diminuir os poderes da nobreza e do clero. Era a primeira fase da Revolução Francesa (1789-1799).
  • Com a Assembleia Nacional Constituinte montada para criar a nova Constituição, as camadas mais ricas não gostaram da participação das mais pobres, e preferiram não se misturar, sentando separadas, do lado direito. Por isso, o lado esquerdo foi associado à luta pelos direitos dos trabalhadores, e o direito ao conservadorismo e à elite.
  • Dentro dessa visão, ser de esquerda presumiria lutar pelos direitos dos trabalhadores e da população mais pobre, a promoção do bem estar coletivo e da participação popular dos movimentos sociais e minorias. Já a direita representaria uma visão mais conservadora, ligada a um comportamento tradicional, que busca manter o poder da elite e promover o bem estar individual.
  • Com o tempo, as duas expressões passaram a ser usadas em outros contextos. Hoje, por exemplo, os partidários que se colocam contra as ações do regime vigente (oposição) seriam entendidos como “de esquerda” e os defensores do governo em vigência (situação) seriam a ala “de direita”.
  • Há ainda posição de “centro”. Esse pensamento consegue defender o capitalismo sem deixar de se preocupar com o lado social. Em teoria, a política de centro prega mais tolerância e equilíbrio na sociedade. No entanto, ela pode estar mais alinhada com a política de esquerda ou de direita. A origem desse termo vem da Roma Antiga, que o descreve na frase: “In mediun itos” (a virtude está no meio). A política de centro também pode ser chamada de “terceira via”, que idealmente se apresenta não como uma forma de compromisso entre esquerda e direita, mas como uma superação simultânea de uma e de outra.
  • Na esquerda, temos os social-democratas, progressistas, socialistas democráticos e ambientalistas. Na extrema-esquerda temos movimentos simultaneamente igualitários e autoritários.
  • No Brasil, essa divisão se fortaleceu no período da Ditadura Militar, onde quem apoiou o golpe dos militares era considerado da direita, e quem defendia o regime socialista, de esquerda.  Com o tempo, outras divisões apareceram dentro de cada uma dessas ideologias. Hoje, os partidos de direita abrangem conservadores, democratas-cristãos, liberais e nacionalistas, e ainda o nazismo e fascismo na chamada extrema direita.

 

esquerda e direita norberto bobbio

“Esquerda e direita indicam programas contrapostos com relação a diversos problemas cuja solução pertence habitualmente à ação política, contrastes não só de ideias, mas também de interesses e de valorações a respeito da direção a ser seguida pela sociedade, contrastes que existem em toda a sociedade e que não vejo como possam simplesmente desaparecer. Pode-se naturalmente replicar que os contrastes existem, mas não são mais do tempo em que nasceu a distinção”
Norberto Bobbio no livro “Direita e Esquerda – Razões e Significados de uma Distinção Política“.

Curiosidade: o Gene DRD4 é também associado à tendência à infidelidade (foi apelidado de “gene da traição“) e achei notícias de um DRD4-7R como o gene responsável por determinar se alguém prefere a comodidade de casa ou a urgência de viajar. 😉

 

Você pode gostar também de ler:
  Killa P. deu a letra, Patti Cake$ eu fui ver. Um filme irado, é
Photo by Heidi Sandstrom. on Unsplash Primeiro post da segunda metade
Hoje estava lendo num do facebook, o pessoal tirando um sarro de uma entrevista da
Muita gente se pergunta...afinal faz sentido usar um protetor térmico toda a vez que uso
A nova modinha entre as vlogueiras de Beleza gringas são 100 camadas de alguma coisa,
The following two tabs change content below.
Quarentona assumida, me sinto uma representante legítima da minha geração e, por que não, um modelo para as mais jovens que desejam envelhecer sem deixar de lado os pequenos prazeres da vida, da comida, da diversão, dos cuidados com a saúde e a beleza, das relações pessoais que fazem tudo valer a pena. Um breve resumo: cristã, jornalista, netweaver na otagai.com.br, blogueira no @avidaquer @maecomfilhos @cosmethica.

Comentários no Facebook

SEO Powered by Platinum SEO from Techblissonline Estatísticas