Parece tão bom, mas Wi-fi aberto pode ser sinônimo de perigo

“O acesso ao Wi-fi oferecido muitas vezes gratuitamente por aeroportos, bares e restaurantes não é tão seguro quanto pode parecer. Como é mais vulnerável que uma conexão com fio já tem um tempo que pessoas mal intencionadas costumam configurar uma falsa rede Wi-Fi ou interferem em conexões verdadeiras já existentes com um único objetivo: invadir o computador do usuário conectado.”

Wi-Fi - segurança nas redes publicas é tema do meu post de hoje no @avidaquer

Uso Wi-Fi como todo mundo, mas confesso que, se os dados que vou passar são importantes, eu prefiro sempre usar 3G. Quem me deu a dica foi o @fugita, lá nos idos de 2008, e ainda é tema que percebo surpreender os usuários de internet móvel quando eu comento por aí.

Gostei quando vi estas dicas da AVG que identificou algumas dessas interferências e maiores ameaças do cibercrime contra as redes Wi-Fi a partir de uma pesquisa sobre o tema, cujos resultados demonstraram que o livre acesso às redes sem fio públicas é perigoso – o Alexandre Fugita tinha razão, enfim. Segundo Lloyd Borrett, chefe de segurança da AVG, “esse tipo de conexão está pronta para a ação dos hackers, sendo que os dados transmitidos em Wi-fi são mais suscetíveis a alterações e interferências do que em conexões de Internet com fio”.

Mas, como às vezes a única opção é o Wi-Fi público, vale seguir estas dicas:

  • Antes de usar este tipo de conexão tenha certeza de que é necessário e não pode esperar ter acesso a uma conexão com fio, principalmente se for acessar contas on-line;
  • Antes de se conectar verifique se o nome da rede é legítimo;
  • Ative as atualizações automáticas e verifique se o software de segurança do seu computador está atualizado;
  • Não habilite o compartilhamento de arquivos, pois se estiver conectado a uma rede maliciosa, um hacker pode facilmente transferir spywares maliciosos ao seu computador, copiar ou modificar os seus arquivos;
  • Tenha cuidado com as informações que você compartilha em locais públicos – até mesmo as redes sociais podem trazer alguns dados pessoais;
  • Ative o firewall do seu computador;

Para o Wi-Fi utilizado em casa, as dicas são simples, afinal, você é o responsável pela rede:

  • Mude o nome do usuário administrador e a senha padrão do seu modem/router, nomes de usuário padrão do fabricante e as senhas são de conhecimento comum;
  • Ative a criptografia. Todos os equipamentos Wi-Fi suportam alguma forma de criptografia. Prefira o protocolo WPA ao WEP. Se tiver que utilizar este último, troque a chave com frequência;
  • Desligue o roteador quando não for usá-lo. Se você só se conecta ao roteador via cabo, desligue a funcionalidade Wi-Fi.
Você pode gostar também de ler:
The following two tabs change content below.
Quarentona assumida, me sinto uma representante legítima da minha geração e, por que não, um modelo para as mais jovens que desejam envelhecer sem deixar de lado os pequenos prazeres da vida, da comida, da diversão, dos cuidados com a saúde e a beleza, das relações pessoais que fazem tudo valer a pena. Um breve resumo: cristã, jornalista, netweaver na otagai.com.br, blogueira no @avidaquer @maecomfilhos @cosmethica.

Comentários no Facebook