4° Fórum Mulheres em Destaque: quem se conhece melhor também saberá negociar melhor! (por @nivia.goncalves.9)

recite-12334-1926015373-1l998eh

Neste terceiro post, a psicóloga Nivia Gonçalves compartilha conosco suas observações como convidada do blog no 4° Forum Mulheres em Destaque (os primeiros posts você pode ler aqui e aqui). O tema é muito interessante: o perfil feminino em negociações complexas como acelerador de suas carreiras.

Alessandra Ginante, Vice Presidente de RH da Avon, falou sobre o tema em sua participação no evento, começando com um cutucão:

“Quando a mulher assume um perfil com estilo masculino, mais incisivo, é vista muitas vezes como autoritária, rígida, e é uma forma de se blindar dos efeitos do meio”.

Nesta linha de pensamento, Alessandra aconselha que “a mulher busque autoconhecimento, entendendo melhor como ela se vê e vê o mundo, para que possa fortalecer sua autoestima (auto estima diz respeito ao juízo de valor que se atribui a si mesmo)”, pois, “as pessoas com baixa autoestima tendem a ter menos certeza de que sua opinião sobre si está correta”.

1507763_768040013232707_4295528559996841250_n-3

Como forma de tentar aumentar a autoestima, algumas pessoas usam de auto sabotagem, falando mal de si mesmas, enquanto aguardam o elogio do outro. No entanto esse processo contribui para o enfraquecimento pessoal.

Para Alessandra, “o caminho é descontruir esse ciclo vicioso de não se acreditar, cercando-se de amor e aceitação incondicional, exercitando sua liberdade de escolha e criatividade, na busca pela confiança”.

Como fazer isso?

A executiva sugeriu ferramentas de auto coaching nesta busca:

  • identificando os sentimentos que ocorrem quando a pessoa pensa sobre si mesma,
  • descobrindo quais crenças e premissas estão por trás destes sentimentos
  • percebendo se estes estão associados às suas necessidades e medos
  • questionando se eles ainda são válidos e se fazem sentido

São vários os tipos de negociação com empresas e uma certeza: uma pessoa que se conhece melhor também saberá negociar melhor.

“Não podemos mudar, não nos podemos afastar do que somos enquanto não aceitarmos profundamente o que somos”.
Carl Rogers

 

Você pode gostar também de ler:
The following two tabs change content below.
Quarentona assumida, me sinto uma representante legítima da minha geração e, por que não, um modelo para as mais jovens que desejam envelhecer sem deixar de lado os pequenos prazeres da vida, da comida, da diversão, dos cuidados com a saúde e a beleza, das relações pessoais que fazem tudo valer a pena. Um breve resumo: cristã, jornalista, netweaver na otagai.com.br, blogueira no @avidaquer @maecomfilhos @cosmethica.