Onde expor as artes dos filhos? E como criar um ateliê com pouco espaço?

Quando criei o Pequenos Leitores- indicações de leitura (e cultura) para crianças a ideia era também ter um espaço para contar sobre as artes que os pequenos fazem. Fiz aulas de pintura e dança na infância e isso mudou muito minha visão de mundo, ensinando-me a ver a produção artística não só como opção profissional, mas também como espaço para relaxar, aprender a apreciar a beleza e para trocar experiências com os outros.

Em casa nós sempre incentivamos as crianças nas suas produções. Os primeiros desenhos e pinturas dos meninos são anteriores aos seus primeiros aniversários… mal sentaram e já foram apresentados aos papeis, tintas, lápis, colagens, blocos. Eu tive uma vizinha que, quando Enzo tinha 2 anos, falava que ele não acharia graça no jardim de infância porque eu estava adiantando processos em casa. Funcionou de outro jeito: ele amou as atividades de escola que posteriormente vieram porque elas lembravam a brincadeira de casa.

Pena que só tinha rosa! Adorei espaços para recados na cortiça, minilousa e saquinhos para lápis e cola! ;)

E eu costuro, né? Então, ao longo de 10 anos, inventei alguns quadros, paineis, cortinas e espaços onde as artes deles fossem destacadas em nosso lar. Sábado eu estava passeando num home center e me deparei com este quadro aí: ele concentra espaços para pendurar os desenhos na cortiça, tem uma minilousa e saquinhos para lápis e cola, que podem servir para colocar também os gibis favoritos, o livro que está na vez e até o game portátil ou o celular da criança.

Mas por mais que tenha procurado não achei em outra cor que não rosa. E isso é retrato do preconceito que ainda vê as coisas bonitas como opções para as meninas. Vamos começar a sensibilizar os garotos gente? Eu faço isso e não me rendeu meninos com jeito feminino, faz sim com que o mundo ganhe homens sensíveis ao belo – e quem sabe até artistas?

[Vou criar este quadro em cores unissex assim que tiver tempo para minhas invencionices de costura e tentarei postar o passo a passo no meu flickr, tá? Quem se interessar me avise para eu contar ok?]

E se você também sensibiliza seus pequenos cidadãos com espaços para criatividade no cotidiano, conte aí! Vamos nos reunir para ter mais força!

P.S. O kit que vi para vender custava R$ 49,90 e era bem legal por ter ziper atrás, ou seja, pode ser lavado (condição para quarto de filho com bronquite né!).

E eu gamei neste kit infantil...

Você pode gostar também de ler:
The following two tabs change content below.
Quarentona assumida, me sinto uma representante legítima da minha geração e, por que não, um modelo para as mais jovens que desejam envelhecer sem deixar de lado os pequenos prazeres da vida, da comida, da diversão, dos cuidados com a saúde e a beleza, das relações pessoais que fazem tudo valer a pena. Um breve resumo: cristã, jornalista, netweaver na otagai.com.br, blogueira no @avidaquer @maecomfilhos @cosmethica.

Comentários no Facebook