bem estar / destaque
imagem: pixabay

imagem: pixabay

A pele dos diabéticos exige maiores cuidados, independente do tipo de diabetes. O tipo 1 é uma doença autoimune mais frequentemente entre crianças e adolescentes. O pâncreas produz a insulina, mas o corpo não a reconhece. O tipo 2, é uma doença crônica caracterizada pela resistência à ação da insulina e devido a queda na sua produção.

A pele das pessoas com diabetes são mais secas, principalmente quando os níveis de glicose no sangue estão altos. Isto acontece porque o corpo utiliza a água disponível para transformar em urina e assim remover o excesso de açúcar do sangue, desidratando a pele. Por ser uma doença metabólica, o sistema imunológico pode sofrer alterações, fazendo com que a pele esteja mais suscetível a fungos e bactérias.

A neuropatia periférica também deixa a pele mais seca, pois os nervos das pernas e pés não recebem a mensagem de suor para manter a pele macia e hidratada. (saiba mais sobre neuropatia periférica)

Além disso, a pele seca pode ficar avermelhada e dolorida, causando fissuras na pele e infecções, podendo se transformar em um problema grave maior com consequências potencialmente graves.

Manter a hidratação é uma das maneiras mais fácies para prevenir problemas na pele.

Aqui estão algumas dicas para o cuidado diário:

  • Após o banho, enxaguar e secar completamente seu corpo. Use um hidratante, mas não aplique entre os dedos dos pés, use talco.
  • Evite banhos muito quentes, pois eles secam a pele.
  • Não esfregar a pele com esponjas muito abrasivas.
  • Verificar se existem manchas vermelhas, bolhas e feridas nos pés que podem levar à infecção.
  • Examine os pés duas vezes ao dia, ao notar qualquer mudança na aparência, procure um médico.
  • Trate imediatamente os cortes, lave a região com água e sabão e vá ao médico.
  • Mantenha os seus níveis de glicose no sangue o mais próximo possível do normal.
  • Controle a pressão arterial e colesterol, tomando medicamentos prescritos, isso melhorará a circulação e manterá a pele saudável.
  • Beba muito líquido, como água e bebidas sem açúcar, para manter a pele hidratada.
  • Coma alimentos ricos em ácidos graxos ômega-3, que nutrem a pele. Isso inclui peixes como salmão, sardinha e atum, grãos como soja, nozes, castanhas, linhaça e seus óleos.

Depilação e cuidado com as unhas

bath-water-915589_1920

Evite a remoção das cutículas, ela tem uma função barreira impedindo que fungos e bactérias entrem em contato com a pele. Ao fazer as unhas, o ideal é empurrar a cutícula e não retirá-la com o alicate. Existem amolecedores de cutícula que facilitam o manejo.

Use removedor de esmalte do que acetona, pois a acetona resseca mais a pele.

Lixe as unhas ao invés de cortá-las, assim evita o risco de contrair infecções, ao cortar arredonde os cantos e não a deixe muito curta.

Não de depile com lâminas, opte por ceras depilatórias.

De olho na composição

Por seu uma pele com cuidados diferenciados, a pele necessita de produtos específicos, por isso opte por cremes e loções que tenham os seguintes compostos:

  • Uréia;
  • Ácidos graxos essenciais como ácido linoleico/linolênico;
  • L-Arginina
  • Triglicérides de ácido cáprico/caprílico

 

anadBusque produtos com o selo da ANAD (Associação Nacional de Atenção ao Diabétes) este selo garante que o produto foi avaliado e aprovado para uso seguro por diabéticos.

 

No site da associação há uma relação de produtos aprovados.

 

 

 

 

The following two tabs change content below.

Christina Santos

Christina Santos, química, com especialidade em pesquisa e desenvolvimento de cosméticos, adora gatos e pipoca e tem grande interesse em meio ambiente, e sustentabilidade corporativa.

Comentários no Facebook

SEO Powered by Platinum SEO from Techblissonline Estatísticas