Pegue um livro e devolva quando quiser

Este post é para quem sabe como "viajar no tempo e no espaço" e para quem quer ensinar os pequenos também! (via Blog Livros e Afins)

Eu sei, queridos, canso vocês de tanto falar bem do meu amigo Alessandro Martins, do blog Livros e Afins, mas vejam bem, como não repercutir notícias como esta: Primeira Minibiblioteca de Curitiba inaugurada. A princípio, para quem só ouve falar bem do “clima de Primeiro Mundo” da capital paranaense, a ideia da inauguração de uma minibiblioteca por lá nem parece notícia né? Mas é e quer saber por quê? A tal biblioteca é uma casinha de livros que fica aberta e voltada para a calçada, disponível para quem quiser pegar, levar e trazer livros. Simples assim.

Ale já defende as bibliotecas livres e comunitárias há tempos – a Pote de Mel, que funciona em uma geladeira desativada numa padaria é um exemplo desta militância dele -mas esta janelinha no quintal e a defesa de um espaço mais livre, de troca, de partilha, de relacionamento (mesmo que indireto, sem conversas e “obrigações”) que cabem perfeitamente nos valores que eu também defendo.

Eu já tinha planos de arrumar um canto para os livros livres na Otagai (não passa tanta gente na empresa, mas eu noto que as pessoas curtem muito os livros que deixo sobre a mesa, sempre disponíveis para o leitor levar se quiser) e agora me animei ainda mais. Quem sabe se eu não convenço o pessoal do meu condomínio a deixar um espaço perto das caixas de cartas? E quem sabe se não animo leitores vorazes como meus sogros e meus pais a repetirem o feito em suas casas em Curitiba? Fica como plano para 2012!

E se você ainda não se convenceu, veja este relato:

A minbiblioteca já teve seus primeiros clientes ontem.
Um carrinheiro passava com a família. As crianças ficaram logo curiosas com a casinha. A mãe:
– Eu já expliquei que não é para mexer no que não é de vocês!
A Aida:
– Mas aí é para mexer sim. É de todos.
As crianças adoraram pois havia diversos livros infantis já. A mãe explicou que eles tinha diversos livros que já haviam lido. Assim que lerem os que tomarem emprestados, trarão esses e mais aqueles.
Eles, o carrinheiro, sua mulher e seus filhos, garanto, vão divulgar e proteger a nova minibiblioteca de Curitiba. O que você vai fazer? 

P.S. Para quem não acompanhou desde o princípio:

Você pode gostar também de ler:
The following two tabs change content below.
Quarentona assumida, me sinto uma representante legítima da minha geração e, por que não, um modelo para as mais jovens que desejam envelhecer sem deixar de lado os pequenos prazeres da vida, da comida, da diversão, dos cuidados com a saúde e a beleza, das relações pessoais que fazem tudo valer a pena. Um breve resumo: cristã, jornalista, netweaver na otagai.com.br, blogueira no @avidaquer @maecomfilhos @cosmethica.

Comentários no Facebook