Passeios com crianças num final de semana paulistano

Neste final de semana viveremos uma grande alegria: as três sobrinhas do Gui (duas delas nossas afilhadas) estarão aqui em Sampa. A família toda vem para o casamento de um primo e, por sorte, é também aniversário da nossa afilhada mais velha, Dora, que faz 8 anos.

Estamos animadíssimos com os passeios que poderemos finalmente fazer com as meninas, mostrando para elas o que fazemos juntos por aqui. Mas o que fazer com crianças de idades diferentes? As “pequenas” estão com 3 para 4 anos, é uma diferença grande do Enzo e do Giorgio – e são meninas! Eis que lembrei de um post que fizera no Mãe com filhos atendendo aos pedidos de duas para indicar passeios para fazerem com as crianças em Sampa.

[ccsp] saguão

Lyane, mãe do Gael (de 1 ano e 3 meses) é paulistana, mas se tornou mãe em Florianópolis. Ela quer reunir os amigos com filhos num lugar agradável para adultos e crianças. Para reunir pais e filhos – ainda mais se de idades diferentes – minha sugestão seria, sem dúvida, um parque como o Villa Lobos. Lá é possível andar de bicicleta, correr e praticar esportes, empinar pipa e até fazer uma imersão sustentável no Villa Ambiental, projeto planejado para tratar, de forma prática e leve, da sustentabilidade na prática e ao alcance das crianças. Outra sugestão, mais fácil de chegar (o Villa fica na Marginal Pinheiros, a caminho do Jaguaré), é o Parque Ibirapuera que está na região mais central da cidade e tem oportunidades de ouro como a exposição Água na Oca, sobre a qual falei na semana passada. Nós já fizemos encontrinhos com amigos no Ibirapuera, participando de algumas exposições, almoçando por lá (um piquenique, por que não?) e depois brincando até cansar no amplo espaço verde – e na marquise, onde skates e patins são bem vindos.

Outra mãe me fazia um pedido mais genérico. Eliane, editora do @1001roteirinhos e mãe de um garoto de 5 anos, é carioca e vem passear em Sampa nas próximas semanas. O que fazer com as crianças num final de semana aqui? Eu faria um roteiro de metrô: passagem pela gibiteca Henfil no Centro Cultural São Paulo (que fica no metrô Vergueiro) para ver gibis, correr e (dependendo do horário) aproveitar uma das inúmeras contações de histórias ou atividades criativas com o Tatu Bola em Família. De lá eu iria para a Liberdade, que fica a duas estações de metrô. Na Praça da Liberdade acontece aos sábados e domingos uma feira de artesanato e comida típica bem interessante e curiosa, mesclando a culinária oriental com a brasileira, numa amostra do que São Paulo tem de melhor: sua gente.

Segundo meu marido, que trabalhou na Liberdade por alguns anos, “é um passeio que não podemos deixar de lado. Reduto de japoneses, coreanos e mais recentemente de chineses, suas ruas são repletas de surpresas. As crianças se divertem com as lojas de brinquedos, acessórios, games, camisetas e bonés dos seus heróis favoritos”. A praça também é cenário de diversas manifestações culturais , como a festa do Ano Novo Chinês, que aconteceu há poucas semanas. Caminhando uns 400m na rua Galvão Bueno (a de lanterninhas, que termina na Praça da Liberdade), chega-se ao Bunkyo – Sociedade Brasileira de Cultura Japonesa, espaço que vale a visita, mesmo com os menorzinhos.

E se o seu filho está habituado a exposições e museus, duas outras dicas que ficam na mesma região antiga de São Paulo e podem ser aproveitadas num domingo. Passe pelo Museu da Imigração, na divisa da Mooca com o Brás, permitindo aos pequenos ver um pouco da incrível jornada que os ancestrais de boa parte das nossas famílias fizeram para chegar a esta terra que agora é nossa. Se chegar cedo você pode fazer o passeio de Maria Fumaça no qual atores, com roupas de época, repetem a rotina dos trens antigos. A diversão é garantida. De lá, vá de metrô ou trem metropolitano até a Estação da Luz e conte para as crianças como aquele entroncamento ferroviário mudou a vida de muitos brasileiros que vinham tentar a sorte nesta cidade. Ao lado da estação ficam a Pinacoteca e o Museu da Língua Portuguesa, dois locais imperdíveis para pais e filhos.

Catavento Cultural e Educacional

Se o cansaço ainda não tiver abatido vocês, sugestão é almoço na área de alimentação do Mercadão da Cantareira e uma passadinha no Catavento Cultural e Educacional, sobre o qual já falamos aqui. Ufa! E chega de passeio – pelo menos desta vez, né?

Você pode gostar também de ler:
The following two tabs change content below.
Quarentona assumida, me sinto uma representante legítima da minha geração e, por que não, um modelo para as mais jovens que desejam envelhecer sem deixar de lado os pequenos prazeres da vida, da comida, da diversão, dos cuidados com a saúde e a beleza, das relações pessoais que fazem tudo valer a pena. Um breve resumo: cristã, jornalista, netweaver na otagai.com.br, blogueira no @avidaquer @maecomfilhos @cosmethica.

Comentários no Facebook