Pais e filhos

Para completar o clima do post de ontem, sobre o lado B da maternidade (e da paternidade), Pais e filhos , do Legião Urbana .

E Marvin , do Titãs . Que é triste e lembra a história dos nossos pais e avós!

E finalmente My father’s eyes , do Eric Clapton , do album Pilgrim (triste demais, mas um dos meus favoritos), no qual ele contou que nunca conheceu o pai, um soldado que a mãe conheceu na segunda guerra. Uma revista saiu em busca desta história na época e encontraram a familia (o pai já estava falecido) de uma ou duas irmãs dele por parte de pai. Ele diz que a música era sobre o que ele não sabia sobre a paternidade quando teve filhos e que contava do que ele gostaria de poder saber, olhando nos olhos do pai, dos momentos em que ele precisou dos olhos do pai paga guia-lo. Lindo de morrer!

Você pode gostar também de ler:
The following two tabs change content below.
Quarentona assumida, me sinto uma representante legítima da minha geração e, por que não, um modelo para as mais jovens que desejam envelhecer sem deixar de lado os pequenos prazeres da vida, da comida, da diversão, dos cuidados com a saúde e a beleza, das relações pessoais que fazem tudo valer a pena. Um breve resumo: cristã, jornalista, netweaver na otagai.com.br, blogueira no @avidaquer @maecomfilhos @cosmethica.

Comentários no Facebook